Identificadas todas as 10 vítimas de grave acidente na BR-470, em Apiúna

Duas crianças, de 4 e 9 anos, morreram por conta da colisão frontal entre dois carros

Enviar no WhatsApp
Identificadas todas as 10 vítimas de grave acidente na BR-470, em Apiúna

Foto: CBVI, Divulgação

Foram identificadas todas as 10 vítimas do grave acidente que resultou na morte de duas crianças no fim da tarde de sábado (21), na BR-470, em Apiúna. De todos, quatro seguem internados em estado grave e foram encaminhados para os hospitais Beatriz Ramos (Indaial), Regional do Alto Vale (Rio do Sul) e Doutor Waldomiro Colautti (Ibirama). Houve, inclusive, apoio do Helicóptero Águia, da PM, no deslocamento dos feridos às unidades de saúde.

Dos seis ocupantes do Vectra, dois morreram. Emanuelly Victoria Ribeiro, de 4 anos, e Gabriely Damaris Ribeiro, de 9. Elas eram da cidade de Coronel Vivida (PR), cidade no Sudoeste do Paraná que fica próxima a Pato Branco e Francisco Beltrão. Outro passageiro desse veículo era Eduardo Henrique Ribeiro, 6 anos, que foi arremessado para o banco da frente, teve ferimentos graves, e está na UTI do Hospital Regional do Alto Vale.

Deste carro ainda ficaram gravemente feridos Solismar Santos de Lima, Danimar Ribeiro e Ruben Bos. Já do outro veículo, foram quatro vítimas: Aldino Uller – que teve ferimentos graves, de acordo com os bombeiros –, Maria Lizete de Lucas Uller, Rogério Morlo e Andreia Uller Morlo.

Relembre

O grave acidente entre o Vectra e o Fox ocorreu no Km 108 da BR-470, em Apiúna, na localidade de Ribeirão Carvalho. A batida foi registrada às 16h45min. A Polícia Militar estava próximo do local e deu os primeiros socorros. As duas meninas que morreram, porém, já estavam em parada cardiorrespiratória. Outras vítimas, principalmente no Vectra, tinham ferimentos graves já que, conforme os bombeiros, nenhum dos ocupantes usava o cinto de segurança.

Além dos Bombeiros Voluntários de Ibirama, atenderam a ocorrência bombeiros voluntários da União, Samu de Ascurra, de Ibirama, Samu USA de Rio do Sul, Helicóptero Águia 04 da PM, Polícias Militares de toda a região, dos Grupos Táticos, a Polícia Rodoviária Federal de Rio do Sul e o Instituto Geral de Perícias de Blumenau (IGP).

Por NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo