BR-282 tem o maior número de acidentes fatais entre as rodovias federais que cortam SC

Foram 107 mortes em 2018 e 34 nos primeiros cinco meses de 2019.

Enviar no WhatsApp
BR-282 tem o maior número de acidentes fatais entre as rodovias federais que cortam SC

Foto: NSC Total / Reprodução

 

Entre as rodovias federais que cortam Santa Catarina, a BR-282 foi a que teve mais acidentes fatais em 2018, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF-SC). Ao todo, 107 pessoas morreram na estrada que liga o Litoral ao Oeste. A reportagem da NSC TV flagrou diversas ultrapassagens indevidas na rodovia.

Com isso, em 2018, uma pessoa morreu a cada 82 horas na BR-282. O número é superior ao registrado na BR-101, onde 106 morreram no ano passado, mas o fluxo de veículos é pelo menos três vezes maior.

"Ano passado pela primeira vez a BR-282 superou em número de mortes a BR-101. Isso demonstra a periculosidade da rodovia", explica o o inspetor Luiz Graziano, da PRF-SC.

Nos primeiros cinco meses deste ano, já foram 34 mortos em acidentes na BR-282.

 

Flagrantes

A BR-282 tem pista simples, com subidas, descidas e muitas curvas. E um ingrediente multiplica o risco na rodovia: a imprudência.

Muitos motoristas tentam ultrapassagens em locais proibidos. Um dos trechos onde isso mais ocorre fica entre Águas Mornas e Alfredo Wagner, na Grande Florianópolis.

Esse tipo de infração é uma das mais cometidas pelos condutores, e é considerada gravíssima. A multa é de R$ 1.467,35 e o motorista ainda leva sete pontos na carteira.

A fiscalização na rodovia é feita em blitz e em abordagens. Motoristas chegam a fazer ultrapassagens proibidas no momento da passagem de carro da PRF.

“Infelizmente nós somos mal educados. Nós não acreditamos, achamos que não vai acontecer conosco. Então a gente se dá o direito de cometer uma manobra totalmente imprudente e perigosa, para ganhar às vezes alguns poucos minutos. Isso não pode acontecer”, completa Luiz Graziano.

 

Por G1 SC

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo