Ministério Público pede prisão preventiva do ex-deputado João Pizzolatti

Enviar no WhatsApp
Ministério Público pede prisão preventiva do ex-deputado João Pizzolatti

(Foto: Eduardo Cristófoli)

 

A promotora de Justiça Luciana Shaefer Filomeno, da 1ª Promotoria de Justiça de Blumenau, pediu nesta quinta-feira a prisão preventiva do ex-deputado João Pizzolatti no processo em que ele responde por se envolver em acidente de trânsito em dezembro do ano passado. Conforme relatório da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), ele apresentava sinais de embriaguez.

?A solicitação tem por base, segundo o documento da promotora, por ele continuar a cometer infrações de trânsito mesmo após ter o direito de dirigir suspenso. Conforme ela, o site do Departamento Nacional de Trânsito (Dentran) aponta mais duas multas, uma no dia 13 e outra no dia 23 de agosto. Ele teve o direito de conduzir automóveis cassado no dia 30 de julho deste ano.

A promotora argumenta que Pizzolatti foi intimado da decisão e apresentou defesa, por isso tinha conhecimento da medida. Luciana pontuou ainda que desde o início das investigações o ex-parlamentar está se esquivando da Justiça e das consequências do ato praticado e relembrou que ele deixou o local do acidente.

- Por todas estas razões, a prisão preventiva se mostra (mais do que) necessária para garantir a aplicação da lei penal.

?

A reportagem do Santa procurou o advogado de Pizzolatti, Honório Nichellati Júnior, que respondeu por meio de nota. O documento diz:

“A defesa entende que não há motivos para a decretação de uma prisão preventiva por absoluta ausência de requisitos, conforme comprovará documentalmente no processo. A defesa também informa que após os fatos João Pizzolatti não voltou mais a dirigir veículos automotores. O automóvel cujas multas estão vinculadas apenas se encontra em nome de João Pizzolatti; porém, a posse e a condução deste veículo vem sendo realizada por uma terceira pessoa. Tanto é verdade que, por no dia 23/08 - data de uma das infrações - João Pizzolatti se recuperava de uma cirurgia realizada 02(dois) dias antes, estando inclusive impossibilitado de dirigir.”

?

Por Redação Santa

Jornal de Santa Catarina 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo