Metade das cidades de SC não registrou homicídios em 2020

Ano foi de queda nos índices de criminalidade, conforme balanço da Secretaria de Segurança Pública.

Metade das cidades de SC não registrou homicídios em 2020

Estado teve 690 homicídios em 2020 (Foto: Salmo Duarte / Arquivo NSC)

Das 295 cidades de Santa Catarina, 154 não registraram nenhum assassinato em 2020. O número corresponde a pouco mais da metade dos municípios catarinenses (52%) e demonstra o ano de queda nos índices de criminalidade no Estado. Ao todo, 690 homicídios foram registrados em 2020, o menor resultado nos últimos 12 anos.

Os dados fazem parte do balanço de índices de criminalidade divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Santa Catarina nesta terça-feira (5). Somando as ocorrências das polícias Civil e Militar, o levantamento mostra que praticamente todos os crimes ocorreram em frequência menor em 2020.

Em relação aos homicídios, o total de casos registrados caiu de 698 casos em 2019 para 690 no ano passado (queda de 1,1%). A curva está em queda desde 2017, quando Santa Catarina teve o recorde de 987 assassinatos no ano.

Percentualmente, a queda mais expressiva foi no número de latrocínios (roubo seguido de morte), com 32% de redução. Foram 19 registros em 2020, contra 28 em 2019. O dado vem acompanhado também de um número menor de roubos em SC: 9,1 mil ocorrências no ano passado, contra 11,3 mil em 2019.

A redução vem, em parte, explicada pelo ano atípico com meses de isolamento social mais forte. Com menos pessoas nas ruas e menos comércios abertos, a tendência foi de menos assaltos e furtos, segundo especialistas.

Para o delegado-geral da Polícia Civil de SC, Paulo Koerich, os números representam um resultado do trabalho de repressão:

- Nos crimes de homicídio e feminicídio, infelizmente não temos como colocar um policial na porta de cada residência, mas em todos os casos nossa equipe atua na busca pela autoria e resolução dos crimes. Isso é uma vitória não só da segurança pública e do Estado, mas do cidadão catarinense.

 

Homicidios em SC

Número de homicídios em SC desde 2008, conforme relatório da SSP (Foto: SSP/SC)

 

Um tipo específico de roubo também chamou a atenção no relatório, com o menor número desde 2008: os assaltos a bancos. Foram 63 casos registrados em 2020 - entre eles o grande assalto em Criciúma -, contra 131 no ano anterior. No auge desse crime no Estado, em 2014, a SSP chegou a contabilizar mais de 500 crimes do tipo.

- É um trabalho de repressão às organizações criminosas. Infelizmente teve o fato em Blumenau, depois em Criciúma, mas mesmo depois de meses dos crimes nós continuamos a dar respostas sobre a ação, a investigação não para. Com isso demonstramos àqueles que querem vir para Santa Catarina cometer crimes, que não admitimos e não sossegamos - afirma Koerich.

 

Violência contra a mulher teve número estável

Os feminicídios, que passaram a ganhar mais atenção nos últimos anos, fecharam 2020 com praticamente o mesmo número de ocorrências do ano anterior em Santa Catarina. Foram 57 ocorrências, uma a menos do que 2018.

No primeiro semestre, os números haviam apresentado um indicativo de queda, mas dispararam no segundo semestre, inclusive com casos emblemáticos como o assassinato da jovem Thalia Ferraz, de 23 anos, morta pelo ex-companheiro na noite de Natal em Jaraguá do Sul.

 

Por Lucas Paraizo

DC / NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE