Indicadores de violência em SC apontam redução de quase 45% nos furtos e roubos durante quarentena

Período de maior enfrentamento ao coronavírus têm reflexos positivos do setor da segurança pública.

Enviar no WhatsApp
Indicadores de violência em SC apontam redução de quase 45% nos furtos e roubos durante quarentena

Gráficos mostram a redução nos números diários de violência (Foto: SSP/Divulgação)

 

Os índices de violência despencaram em Santa Catarina desde o início da quarentena pelo coronavírus. Em 25 dias, os furtos e roubos tiveram queda de 43,5% em todo o estado, segundo dados da da Secretaria de Segurança Pública de SC (SSP).?

Até o dia 18 de março, quando foi decretada situação de emergência pelo governo de SC, o número de ocorrências relacionadas aos crimes contra o patrimônio seguia numa média de 300 por dia. Com a proibição de aglomerações e o fechamento da maioria dos serviços, a média diária de registros passou para 175.

 

reprodução

Dados da SSP (Foto: Reprodução/SSP)

 

Essa queda também acompanhou outros indicadores analisados pela SSP, como é o caso dos números de violência doméstica e de gênero, que baixaram de 215 para 132 por dia, em média, o que representa 38,6% de redução. Na primeira semana da quarentena, as estatísticas despencaram ainda mais, chegando a 65%.

Na época, a coordenadora estadual das Delegacias de Proteção à Criança ao Adolescentes à Mulher e ao Idoso (DPCAMI), delegada Patrícia Zimmermann D'Avila alertou que o confinamento entre as pessoas pode piorar a situação e, por isso, foi avaliado com cautela pelas autoridades, que expandiram os canais de atendimento às mulheres.

 

Canais para atendimento às mulheres?

Sabendo as dificuldades enfrentadas pelas mulheres, especialmente durante período de isolamento social, em que a vítima é obrigada a conviver com o agressor, muitas vezes, a Polícia Civil de Santa Catarina ampliou os canais de alerta e proteção na rede de atendimento para essas pessoas, incluindo a disponibilização de um número no WhatsApp.

 

Como pedir ajuda

Como pedir ajuda (Foto: Arte DC)

 

Dessa forma, as vítimas não precisam dirigir-se até uma delegacia para prestar queixa contra o malfeitor. Além do 190, número emergencial da Polícia Militar, a vítima ou qualquer pessoa que tenha notado a violência pode acessar o site da Polícia Civil neste link e informar o fato na delegacia virtual, ligar para o canal de denúncias sugerido pela delegada –181-, acionar o disque 100 ou mandar uma mensagem através do WhatsApp para o número (48) 98844-0011.

A Polícia Militar de Santa Catarina também atende, por meio do Rede Catarina, mulheres vítimas de violência. Ligando para o 190 ou com o aplicativo PMSC Cidadão, além do botão de pânico, para chamada de ocorrências, o aplicativo tem um botão exclusivo de proteção às mulheres.

 

Por Clarissa Battistella

DC / NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo