SC reduz intervalo entre segunda dose contra Covid e reforço para 4 meses

Medida começou a valer nesta segunda-feira (20). Antes, era preciso esperar 5 meses entre segunda dose e reforço.

Enviar no WhatsApp
SC reduz intervalo entre segunda dose contra Covid e reforço para 4 meses

Imagem Ilustrativa (Reprodução Internet)

A Secretaria da Saúde de Santa Catarina informou que todas as pessoas com 18 anos ou mais do estado podem receber a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 quatro meses após a segunda dose. A pasta segue orientação do Ministério da Saúde, que anunciou no sábado (18) a redução do intervalo de cinco para quatro meses.

A medida vale para todos os adultos que tomaram as vacinas CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer. A secretaria já encaminhou um ofício para os 295 municípios catarinenses para que passem a adotar imediatamente o novo prazo de aplicação da dose de reforço.

Em relação aos adultos imunocomprometidos que já tomaram três doses (duas doses e uma adicional), a próxima deve ser aplicada quatro meses após a última recebida.

Quem tomou a vacina da Janssen, deve tomar a segunda dose do mesmo imunizante pelo menos dois meses após a dose única.

Segundo a pasta, a vacina utilizada para a aplicação da dose de reforço continua sendo, preferencialmente, a Pfizer.

 

Importância da vacinação

O superintendente de Vigilância em Saúde de Santa Catarina, Eduardo Macário, destacou a importância da vacinação para frear a variante ômicron.

“Para enfrentar o risco de uma nova onda de infecções, é fundamental que a população esteja com o sistema imunológico preparado para se proteger contra formas graves da Covid-19. A vacinação é o melhor e o mais seguro meio para se garantir a proteção", disse o superintendente.

Ele também orientou as pessoas que não estão com a vacinação em dia. "Quem ainda não tomou a primeira dose, precisa fazer o quanto antes. E quem não completou o esquema vacinal, ou já está dentro do prazo e não tomou a dose de reforço, precisa completar a imunização para garantir ampla proteção”, ressalta o superintendente.

Desde março de 2020, Santa Catarina registrou 1.238.600 infectados com o coronavírus. Desse total, 20.131 morreram.

Em relação ao mapa de risco da Covid-19, divulgado no sábado (18) pelo governo do estado, todas as regiões estão no risco mais baixo para a doença.

 

Por Joana Caldas, G1 SC

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo