TRE-SC faz Simulado Nacional de Urnas

Eleições em Vidal Ramos, que serão no dia 28 de outubro, serviram como base para o simulado.

Enviar no WhatsApp
TRE-SC faz Simulado Nacional de Urnas

Foto: Divulgação

 

O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TER-SC) realizou nesta terça-feira (28), simultaneamente em 78 das 98 Zonas Eleitorais do estado, o Simulado Nacional de Urnas e Totalização para as Eleições 2018. O objetivo era testar a integração de todos os sistemas de software que envolvem o processo eleitoral, desde a votação até a totalização dos votos.

O Simulado também foi realizado na Sede do Tribunal Regional Eleitoral, que aproveitará o evento para efetuar uma simulação tendo como base a eleição para prefeito em Vidal Ramos, que ocorrerá em 28 de outubro. As novas eleições foram determinadas pela Justiça Eleitoral após a cassação do mandato do prefeito Laércio da Cruz e do vice Helmut Stoltenberg.

“O Simulado engloba todos os sistemas eleitorais envolvidos no processo eleitoral, iniciando com o cadastro eleitoral e o sistema de candidaturas, porque temos eleitores e candidatos na urna. Logo depois, passa pela geração de mídias, que vai usar o Gedai (Gerenciador de Dados, Aplicativos e Interface com a Urna Eletrônica). Após isso, a urna vai encerrar e transmitir os dados por meio do programa chamado Transportador. Na sequência, os dados serão totalizados no programa Gerenciamento”, explicou João Sebastião de Andrade, chefe da Seção de Voto Informatizado.

Ele explica que para o simulado, as zonas eleitorais foram divididas em nove grupos que testaram, ao todo, 11 cenários de votação que incluem, por exemplo, uma votação normal, uma votação normal com interrupções e utilização de urna de contingência e uma votação normal com boletim de urna final gerado pelo recuperador de dados.

Essas ocorrências foram planejadas a partir das orientações que o TSE forneceu. O evento foi acompanhado nesta segunda-feira pelo presidente do TRE-SC, desembargador Ricardo Roesler, na Central de Atendimento ao Eleitor, em Florianópolis. “Estamos fazendo simulações das eleições, apresentando vários cenários onde poderá haver situações diversas de risco para a urna. Essas simulações visam demonstrar não só a eficiência, mas sobretudo a segurança das urnas eletrônicas”, comentou o desembargador Roesler. Além do presidente do TRE-SC, a Ouvidoria também esteve presente na Central, por meio do juiz Ouvidor, Wilson Pereira Júnior.

Simulador de voto no TSE

Na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet, o eleitor tem à disposição um Simulador de Votação na Urna Eletrônica. Nele o cidadão pode treinar a votação para todos os cargos em disputa nas eleições de outubro da mesma maneira como ocorrerá no dia do pleito, como se estivesse diante de uma urna eletrônica, de forma rápida, didática e divertida.

Desenvolvido pelo TSE, o software lançado no último dia 24 apresenta uma lista de candidatos e partidos fictícios para cada cargo (Partido dos Esportes, Partido dos Ritmos Musicais, Partido das Profissões, Partido das Festas Populares e Partido do Folclore). O eleitor pode navegar pelos partidos usando as setas para direita e para esquerda na filipeta de candidatos no alto da página. Antes de votar no Simulador, o usuário deve escolher o turno da eleição que deseja participar: primeiro ou segundo.

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo