Confira pesquisa do grupo ND para o governo de SC

Enviar no WhatsApp
Confira pesquisa do grupo ND para o governo de SC

Foto: Divulgação / Reprodução

 

Pesquisa do Grupo ND encomendada ao Instituto Lupi & Associados apresenta 10 cenários com a intenção de voto dos catarinenses para o cargo de governador de Santa Catarina. São nomes de lideranças políticas, alguns já considerados pré-candidatos para a sucessão de Carlos Moisés da Silva (sem partido), porque já se manifestaram publicamente, enquanto outros tiveram seus nomes lembrados por seus apoiadores ou partidos.

A pesquisa completa será divulgada ao longo da semana pela NDTV, portal ND+ e jornal ND. Nesta primeira etapa o levantamento aponta os possíveis postulantes ao cargo de governador.

Na edição desta terça-feira (20) são apresentados os resultados de 10 cenários estimulados, além da intenção espontânea e da rejeição.

Na intenção de voto espontânea, o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), foi o mais lembrado pelos entrevistados. Ele teve 13,5% das intenções de votos, seguido pelo governador Carlos Moisés, que obteve 6,3%, e Raimundo Colombo (PSD), com 2,4%. A região Oeste, onde está localizado o município de Chapecó, representa 75,7% das intenções de votos para o atual prefeito.

No cenário 1 – intenção de voto estimulada, o governador Carlos Moisés tem 19,1% das intenções de votos. O deputado federal Décio Lima (PT) obteve 9,5% das intenções – mesmo percentual do senador Jorginho Mello (PL).

No cenário 2 – intenção de voto estimulada, o ex-governador Raimundo Colombo (PSD) recebeu 18,2% das intenções de votos e o atual governador catarinense, Carlos Moisés, 15,1%.

No cenário 3 – intenção de voto estimulada, o governador Carlos Moisés recebeu 17,4% das intenções de votos dos entrevistados, seguido por João Rodrigues, que obteve 16,5%.

No cenário 4 – intenção de voto estimulada, o governador Carlos Moisés obteve 18,5% das intenções de votos e o senador Jorginho Mello, 9,8%.

No cenário 5 – intenção de voto estimulada, o ex-governador Raimundo Colombo e o governador Carlos Moisés aparecem em empate técnico, com 15,9% e 15,6%, respectivamente.

No cenário 6 – intenção de voto estimulada, o governador Carlos Moisés obteve 17,4% das intenções de votos e João Rodrigues, 15,5%.

No cenário 7 – intenção de voto estimulada, o governador Carlos Moisés recebeu 18,4% das intenções de votos, Jorginho Mello, 9,6%, e Décio Lima, 9,4%.

No cenário 8 – intenção de voto estimulada, o ex-governador Raimundo Colombo obteve 18,6% dos votos e Carlos Moisés, 16,8%.

No cenário 9 – intenção de voto estimulada, Carlos Moisés recebeu 17,3% e o prefeito João Rodrigues, 16,5%.

No cenário 10 – intenção de voto estimulada, o ex-governador Raimundo Colombo obteve 18% das intenções de votos e o governador Carlos Moisés, 15,4%.

Na estimulada que sondou a rejeição de nomes para o governo de Santa Catarina, Carlos Moisés obteve o maior índice (18,1%), seguido pelo ex-deputado federal Décio Lima (15,9%).

Na sequência vem Raimundo Colombo, com 7,6%, Gelson Merisio, com 5,4%, e Jorginho Mello, com 4,7%.

Nomes para o Senado e presidente da República

Além de apontar possíveis candidatos ao governo do Estado, a pesquisa também ouviu os catarinenses sobre a expectativa para os cargos de senador e presidente da República para as próximas eleições em 2022. Estes dados serão publicados amanhã no jornal impresso.

O levantamento também avalia os desempenhos do governador Carlos Moisés da Silva e do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Além disso, o estudo mostra a satisfação da população com o Estado e identifica os maiores problemas apontados pelos catarinenses, que será apresentado no fim de semana.

 

Por NDV TV

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo