Viaturas tem giroflex ligado e militares prestam continência em homenagem póstuma ao policial que morreu em serviço

Cabo Sene foi velado em Taió e sepultado em Itapema nesta segunda (26); morte cerebral foi confirmada no sábado (24), e os órgãos foram doados

Enviar no WhatsApp
Viaturas tem giroflex ligado e militares prestam continência em homenagem póstuma ao policial que morreu em serviço

Nas redes sociais esposa presta homenagem ao cabo Sene: amor eterno - Foto: Rádio Educadora 90,3 FM



O velório do Cabo Sene, foi realizado na manhã desta segunda-feira (26), na Sociedade Cemitério Cristo Rei, em Taió. 

A cerimônia contou com a presença do Comandante Geral da Polícia Militar de Santa Catarina, Coronel Marcelo Pontes, assim como de policiais de diversas cidades do estado. 

Segundo nota oficial divulgada no último sábado (24) pelo Comando da Polícia Militar de Santa Catarina, todas as viaturas disponíveis no estado tiveram o giroflex ligado durante um minuto, e policias prestaram continência a partir das 9h da manhã, em homenagem póstuma ao Cabo Marcelo Sene. As honras militares foram também realizadas em Taió.

Em seguida o cortejo seguiu sob escolta da PMRv para o município de Itapema, onde o cabo foi seputado.  

 

 

Confira o texto na íntegra:

 

HOMENAGEM AO CABO MARCELO RODRIGO DE CAMARGO SENE – PMSC/CPMR

 

Senhores Comandantes, Chefes e Diretores,

 

Num momento de imensa tristeza conclamo aos policiais militares que nesta segunda-feira, 26, prestem uma última homenagem ao Cabo Marcelo Rodrigo de Camargo Sene, do Comando de Polícia Militar Rodoviária.

Por um minuto, às 9h de segunda-feira (26), momento das honras fúnebres, parem suas viaturas, liguem o giroflex e vamos todos prestar continência ao Cabo Sene que nos deixou precocemente, tombado em serviço, em atendimento de ocorrência policial.

Aqueles que não estiverem de serviço, mas puderem guardar esse momento, peço que elevem seus pensamentos no sentido de pedir força e conforto à família.

O Cabo Marcelo Rodrigo de Camargo Sene cumpriu seu juramento e jamais será por nós esquecido.

 

Marcelo Pontes – Cel PM
Comandante-geral da PMSC

 


O policial militar rodoviário Marcelo Rodrigo de Camargo Sene, teve morte cerebral confirmada na sexta-feira (23) e morreu no sábado (24) após ficar três dias internado na UTI do Hospital Santa Isabel, em Blumenau. Com a confirmação da morte cerebral, a família autorizou a doação de seus órgãos.

 

Nas redes sociais, a esposa do policial homenageou o marido publicando uma foto da mão dos dois com as alianças de casamento e escreveu “amor eterno”.

 

Cabo Sene, de 39 anos, ingressou na Polícia Militar de Santa Catarina em 2006 e em 2015 passou a fazer parte do efetivo da Polícia Militar Rodoviária. O militar, que possuía 16 anos de serviço, deixa esposa e dois filhos.
 

O acidente

O policial foi atropelado na tarde de quarta-feira (21) por um FIAT/Strada, enquanto realizava fiscalização na SC-350, na altura no km 286, no Distrito de Passo Manso, em Taió. O motorista, de 70 anos disse que não viu o policial na pista.

O cabo Sene foi socorrido pelos Bombeiros Militares de Taió e havia levado em estado grave ao Hospital Santa Isabel, em Blumenau, pelo helicóptero Arcanjo-03, instantes após o acidente. No mesmo dia, foi confirmado que o militar sofreu traumatismo craniano e apresentava coágulos no cérebro, mas respondia bem aos tratamentos.

Conforme nota dos neurologistas, não havia necessidade de cirurgia e apenas foi colocado um dreno para conter os coáguos. As outras regiões do corpo, não apresentavam lesões graves.

 

Com informações da Rádio Educadora 90,3 FM/nd+/PMRv

 

 

 

 

 

 

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo