Veterinária em SC dá dicas para amenizar barulho de fogos de artifício para os pets

Barulho e luzes deixam cães e gatos estressados, e podem provocar ainda problemas de saúde. Tutores devem seguir alguns cuidados

Enviar no WhatsApp
Veterinária em SC dá dicas para amenizar barulho de fogos de artifício para os pets

Foto: Thinkstock

Esta época do ano costuma ter muitos fogos de artifício, o que costuma assustar e trazer sofrimento para animais de estimação. O barulho e as luzes deixam cães e gatos estressados, e podem provocar ainda problemas de saúde. Por isso, é importante que os donos tomem alguns cuidados, em especial na noite de réveillon.

Os cães, por exemplo, conseguem escutar quatro vezes mais que os humanos. "Vê uma bola de fogo explodindo no céu e um barulho forte. Como qualquer outro animal, tende a fugir. Tende a fugir e tende a se esconder", explica a médica-veterinária Lusiane Zorzi Madaloz.

Para se ter uma ideia dos riscos da queima de fogos para os cães, a Lara, uma cadela de 14 anos, está internada. Ela foi diagnosticada com arritmia e os batimentos do coração não podem aumentar. Então, precisa ser monitorada e vai passar a virada no hospital veterinário.

Para evitar situações como essa, é preciso tentar acalmar o animal. "Fecha toda a casa, tenta isolar o barulho, liga a TV, interage com o cão", falou a veterinária.

Outra dica é a da faixa, uma forma do cão se sentir abraçado. "Pegue uma faixa que dê duas vezes o comprimento do cão. Vão passar por baixo do pescoço, vão vir por cima, em seguida, passa por baixo novamente, por trás das patas da frente e faz um nó ou laço em cima. É importante que a faixa fique bem firme", explicou.

A médica-veterinária também orienta que a faixa seja usada pelo animal um ou dois dias antes do réveillon. "Deixe o animal uma hora por dia, porque aí ele vai se acondicionar à faixa também", explicou.

Os gatos também se assustam, só que buscam se esconder. Para quem mora em apartamento, é importante deixar as janelas fechadas, para evitar que eles pulem. Se for viajar, a dica é procurar um hotel que tenha veterinário e bons cuidadores.

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo