Santa Catarina tem mais quatro mortes por coronavírus e quarentena é prorrogada por mais 5 dias

Número de casos confirmados de Covid-19 em SC chega a 457; são 40 a mais do que no dia anterior.

Enviar no WhatsApp
Santa Catarina tem mais quatro mortes por coronavírus e quarentena é prorrogada por mais 5 dias

Foto: Reprodução

 

O número de pessoas contaminadas por coronavírus em Santa Catarina subiu em quase 10% nas últimas 24h. São 457 casos confirmados em todo território catarinense, 40 a mais do que no dia anterior. Desses, 54 pacientes estão em UTI. O número de mortes também teve acréscimo: com quatro óbitos a mais, o Estado chega a 15 mortes nesta terça-feira (7). As informações são do governo de SC.

Florianópolis segue como a cidade com o número mais alto de pessoas contaminadas no estado, com 114 casos. Logo depois aparece Blumenau, com 52 pacientes e Joinville com 26. Todos casos positivados foram submetidos a testes do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-SC).

Além da atualização de números, o Estado também anunciou, em transmissão ao vivo, a prorrogação da quarentena por mais cinco dias. Dessa forma, as restrições nas atividades continuam até a próxima segunda-feira (13).

A partir dessa quarta-feira (8), no entanto, voltam a funcionar atividades em oficinais, borracharias, varejo de auto-peças, auto center, vendas e instalação de acessórios, concessionárias, auto-elétricas, venda de máquinas, locação de veículos, serviços de despachantes e autoescolas, inspeção veicular, lavações e afins.

Mesmo com a volta gradual dos serviços e, antes de trazer informações sobre Santa Catarina, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) comentou sobre o cenário do Covid-19 em todo o território brasileiro e adiantou que o pico da doença ainda não ocorreu no país:

- Quero lembrar aos catarinenses que a situação se agrava e o pior dessa curva está por vir. Deve se agravar nas próximas duas semanas, principalmente porque a gente tem sempre o reflexo dos últimos 14 dias, com pessoas que vão demandando por UTI. Os próximos 15 dias vão ter uma transformação desse cenário no sentido de a gente verificar a ascendência mais aguda dessa curva de contágio.

 

Por Clarissa Battistella

DC / NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo