Governo do Estado divulga boletim hídrico e reforça a necessidade do uso racional de água

Enviar no WhatsApp

 

O Boletim Hidrometeorológico Integrado do Estado voltado para o abastecimento público divulgado nessa semana mostra que, com o tempo seco com predomínio de sol na primeira quinzena do mês de abril, a situação de seca em Santa Catarina se intensificou. Além do município de São Joaquim, que já estava em situação crítica de abastecimento, entram também agora nessa condição Papanduva, Paulo Lopes, e Rio do Oeste, estes regulados pela Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE).

Conforme o boletim, a situação é considerada crítica quando os mananciais utilizados para abastecimento estão afetados significativamente e as ações e intervenções de infraestrutura hídrica não estão sendo suficientes para minimizar os efeitos da estiagem no abastecimento. Os prestadores de serviços desses municípios estão intensificando as medidas de emergência com a captação em mananciais alternativos, perfuração de poços, aumento no tempo de operação da estação de tratamento de água e manobras operacionais.

A gerente de fiscalização da Aresc, Luiza Borges Burgardt, afirma que os acumulados de precipitação previstos na segunda quinzena não devem ser suficientes para amenizar de forma significativa a situação de estiagem nas áreas mais críticas do Estado. "É muito importante que cada um faça sua parte utilizando de forma racional e consciente a água tratada", destaca. , considera a Gerente de Fiscalização da Aresc, Luiza Borges Burgardt.


Boletim Hidrometeorológico

O boletim hidrometeorológico é elaborado pela Defesa Civil de Santa Catarina em conjunto com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc) e Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento. O documento traz informações atualizadas a cada quinze dias.

"Resultado de um trabalho integrado de todos os órgãos envolvidos, este levantamento é fundamental para o monitoramento com precisão e agilidade das condições nossos rios, avaliando impactos no abastecimento das cidades. Os dados nos fornecem subsídios para o enfrentamento de problemas como estiagens e inundações, bem como um mapeamento preciso das condições hídricas atuais”, ressalta o secretário de Estado da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino.

Além da análise da distribuição da chuva no estado e da previsão para os próximos 15 dias, o Boletim Integrado indica a situação hidrológica atual em Santa Catarina, bem como a condições do abastecimento urbano em cada cidade, considerando as condições: normal, atenção, alerta e crítico.

Os municípios em estado crítico de abastecimento urbano estarão em destaques no documento chamando atenção a necessidade de intervenções pelos prestadores de serviço, bem como a adoção de medidas emergenciais para minimização do impacto aos usuários.


Por Assessoria de Comunicação
Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc)

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo