Em cinco dias, cidades de SC registram volume de chuva esperado para um mês

Rio do Sul registrou volume pluviométrico de 152,4 mm, acima da média histórica de setembro para a região.

Enviar no WhatsApp
Em cinco dias, cidades de SC registram volume de chuva esperado para um mês

Alagamento em Rio do Sul (Foto: Eduardo Cristofoli / NSC TV)

 

Os últimos dias foram de chuva intensa em Santa Catarina. Considerando desde o dia 31 de agosto até a manhã desta terça-feira, o município de Rio do Sul registrou volume pluviométrico de 152,4 mm, acima da média histórica do mês de setembro para a região do Vale do Itajaí — que é de 130 mm. As informações são da Epagri/Ciram, órgão estadual de monitoramento do tempo e do clima.

A expectativa pluviométrica para setembro no Vale do Itajaí é semelhante à da Serra, onde Lages teve 143,8 mm. Outras regiões que também tiveram municípios com volume acima da média histórica foram o Litoral, onde Timbé do Sul teve 140,6 mm, e no Planalto Norte, com Victor Meirelles registrando 141,8 mm.

A média histórica para setembro é maior nos municípios do Oeste e Meio-Oeste de Santa Catarina, chegando a 170 mm. Apesar de não superar a média mensal, quatro municípios registaram volume considerável nos últimos cinco dias, acima de 140 mm: Caçador (144 mm), Lebon Régis (146 mm), São Cristóvão do Sul (147,6) e Chapecó (147 mm). 

Ainda há Curitibanos, que é um caso específico. Apesar de estar localizada geograficamente na Serra, as estações hidrológicas da Epagri/Ciram classificam a região no Meio-Oeste. Dessa forma, a cidade que teve índice pluviométrico de 150,8 mm no período não chega a superar a média prevista para o mês.

Vale foi a região mais afetada nas últimas horas

A intensidade de chuva foi ainda maior nas últimas horas. Entre a manhã de segunda e de teça-feira, o município de Benedito Novo, no Vale do Itajaí, registrou 91,8 mm de precipitação. Esse número é cerca de 70% da média histórica do mês de setembro para a região — que é de 130 mm. 

Outros municípios do Vale do Itajaí e do Litoral catarinense também tiveram chuva intensa e acumularam de 50 a 80 mm. A situação se agravou em Rio do Sul, onde o nível do Rio Itajaí-Açú chegou a 7,33 metros e 16 pessoas precisaram sair de casa, deslocando-se até os quatro abrigos que foram abertos na cidade.

Sistema de baixa pressão deve deixar o Estado

Conforme a Epagri/Ciram, o grande volume dos últimos dias ocorreu por causa da influência de um sistema de baixa pressão entre baixos e altos níveis da atmosfera sobre o Estado. Como o fenômeno meteorológico se deslocou, o sol deve predominar nos próximos dias e a situação nos municípios que tiveram estragos por conta da chuva deve ser normalizada.

Veja a lista de municípios com maior volume acumulado nos últimos cinco dias por região, de acordo com a localização das estações hidrológicas da Epagri/Ciram:

Extremo Oeste: Mondaí - 127,2 mm
Florianópolis Litorânea: Florianópolis - 131,6 mm
Florianópolis Serrana: São Bonifácio - 134,4 mm
Litoral Norte: Balneário Camboriú - 107,4 mm
Litoral Sul: Timbé do Sul - 140,6 mm
Meio-Oeste: Curitibanos - 150,8 mm
Oeste: Chapecó - 147,0 mm
Planalto Norte: Victor Meirelles - 141,8 mm
Serra: Lages - 143,8 mm
Vale do Itajaí: Rio do Sul - 152,4 mm

 

Por Gabriel Lima

Diário Catarinense

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo