Cravil emite nota de repúdio depois de ser acusada de pedir interferência da polícia em manifestação em Rio do Sul

A cooperativa teve o nome divulgado em áudios de aplicativo de conversa

Enviar no WhatsApp
Cravil emite nota de repúdio depois de ser acusada de pedir interferência da polícia em manifestação em Rio do Sul

Foto: Divulgação

 

Além do conflito entre polícia e manifestantes nesta segunda-feira (7), em Rio do Sul, a Cravil, Cooperativa Agrícola do Alto Vale do Itajaí teve o nome envolvido de foma negativa, na questão de liberação da pista da BR-470, no km 139. 

Ocorre que, desde o dia 30 de outubro, manifestantes ocupavam o pátio da loja Havan e, consequentementeo pátio do Supermercado da Cravil além de outros estabelecimentos comercias na mesma área, como farmácia, cafeteria e churrascaria.

Nos grupos de conversa, sócios favoráveis a interdição da via, declaravam que fora a diretoria da Cravil quem pediu a presença policial. 

Antes, na sexta-feira (4), outras conversas falavam da falta de apoio da cooperativa ao movimento. Questionamento que foi respondido em comunicado que afirma que a Cravil não defende partidos, crença ou cor, assim como determina seu estatuto. 

Hoje, após as acusações, a diretoria da cooperativa se reuniu e emitiu o seguinte comunicado: 

 

A Cravil vem a público informar que não solicitou reintegração de posse no estacionamento da loja de Rio do Sul.

As informações que foram divulgadas durante à tarde desta segunda-feira, 7 de novembro, em Rio do Sul, não correspondem com a verdade. 

Reiteramos que, a desmobilização dos manifestantes não ocorreu por solicitação da Cravil. 

A ação da Força Policial foi independente dos interesses da cooperativa.

A Cravil, portanto, repudia a vinculação do seu nome com os fatos ocorridos.


                                           Rio do Sul, 7 novembro 2022

 

 

Por Isabel Caetano/Sintonia FM

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo