Bom Retiro e Rancho Queimado receberão cinema ao ar livre

Enviar no WhatsApp

 

Santa Catarina será palco para mais um evento sustentável. Desta vez, aliado à cultura, o meio ambiente também será contemplado no projeto que conta com energia usada pelo sistema de projeção do ‘Cinemóvel Solar‘.

Captada por placas fotovoltaicas que garantem autonomia de até três dias, os raios solares devem agir como combustível para alimentar o cinema ao ar livre.

Serão 14 municípios catarinenses a viver esta experiência, no mês de setembro, em dias alternados. O evento começa sempre às 20h, nas 28 sessões que devem acontecer pelo Estado, a partir desta quinta-feira (2).

Confira cidades e horários onde acontece a sessão ao ar livre:

São Francisco do Sul – 02 e 03 de setembro;

Campo Alegre – 04 e 05 de setembro;

Itajaí – 07 e 08 de setembro;

Itapema – 09 e 10 de setembro;

Bombinhas – 11 e 12 de setembro;

Biguaçu – 14 e 15 de setembro;

Palhoça – 16 e 17 de setembro;

RANCHO QUEIMADO – 18 E 19 DE SETEMBRO;

BOM RETIRO – 21 E 22 DE SETEMBRO;

Urubici – 23 e 24 de setembro;

São Joaquim – 25 e 26 de setembro;

Urupema – 28 e 29 de setembro;

Lages – 30 de setembro e 01 de outubro;

Bocaina do Sul – 02 e 03 de outubro.

Com duas sessões em cada cidade, a expectativa da organização é de levar cerca de duas mil pessoas à experiência durante toda a temporada, que deve ter seu ponto final na Serra catarinense.

Ao ar livre, as sessões devem seguir protocolos de segurança sanitária, com distanciamento social, uso obrigatório de máscaras, aferição da temperatura e dispensers de álcool gel distribuídos pelo local, para uso dos participantes.

Programação

A programação terá filmes que foram escolhidos por atender diversas faixas etárias, incluindo vencedores de Oscar e clássicos da infância de várias gerações, como ‘Wall-E’, a live action do Rei Leão, versão modernizada do clássico, e Tom & Jerry.

Para o produtor cultural Jefferson Bevilacqua, da Magma Cultura, o projeto tem um caráter educativo.

“A estrutura do Cinemóvel Solar, com o aproveitamento da energia fotovoltaica, reforça a mensagem de que os recursos naturais são cada vez mais escassos e precisam ser protegidos. Nosso projeto atende a nove dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis da ONU”.

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo