Alunos de escolas estaduais de SC vão ter aulas de reforço em 2021 sobre conteúdos deste ano

Reforço será para quem está no 3º ano do ensino médio, no 9º, 5º e 2º ano do ensino fundamental.

Enviar no WhatsApp
Alunos de escolas estaduais de SC vão ter aulas de reforço em 2021 sobre conteúdos deste ano

Aulas de reforço serão opcionais em 2021 (Foto: Leo Munhoz/Arquivo NSC Total)

Em 2021, estudantes do 3º ano do ensino médio, 9º, 5º e 2º ano do ensino fundamental das escolas do Estado terão aulas de reforço sobre conteúdos do ano letivo de 2020. A adesão às aulas complementares será opcional e as atividades serão oferecidas apenas em alguns colégios. A informação foi divulgada pelo secretário educação Natalino Uggioni em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, na NSC TV, nesta quarta-feira (26).

- A ideia é organizar escolas regionalizadas para que possamos juntar aqueles que tiverem interesse, não será obrigatório, e dar esse reforço no conteúdo de 2020. Nós vamos saber aqueles estudantes que tiverem mais dificuldade, nós vamos convidá-los a participar dessa atividade de reforço nas nossas escolas – explicou.

Conforme Uggioni, o Estado terá que contratar professores temporários, este ano, se aulas forem retomas neste semestre e em para 2021, para as atividades de reforço que exigirão ampliação das equipes.

As aulas presenciais estão suspensas até 12 de outubro em Santa Catarina por causa da pandemia do coronavírus. O governo aguarda as próximas semanas para avaliar o estágio da pandemia e se há segurança para retomar as atividades presenciais, segundo Natalino Uggioni.

- Na semana que vem, nós já temos agendada uma reunião com a secretaria de saúde e com a defesa civil para continuarmos as discussões aprofundando essas tratativas para que tenhamos a total segurança quando decidirmos pela retomada das aulas, que será anunciada com a devida antecedência para que todos tenham tempo de se organizar para que retomemos com segurança – declarou.

Conforme o secretário, o governo prepara a estrutura das escolas para um possível retorno gradual dos estudantes. Até agora, já foram distribuídas mais de 2 milhões de máscaras, 43 mil frascos de álcool em gel para as 36 coordenadorias regionais de educação. O governo deve adquirir também termômetros para aferição de temperatura em escolas e veículos do transporte de alunos.

 

Por Juliana Gomes

CBN / NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo