Pelo menos 130 mil consumidores do Alto Vale pagarão mais caro na conta de energia

Aumento na fatura de energia deve ser sentido pelos consumidores no mês de outubro.

Enviar no WhatsApp
Pelo menos 130 mil consumidores do Alto Vale pagarão mais caro na conta de energia

Fotos: Divulgação / Reprodução

 

Pelo menos 130 mil consumidores do Alto Vale pagarão mais caro na conta de energia. Aumento na fatura de energia deve ser sentido pelos consumidores no mês de outubro. Os detalhes na reportagem especial de Vanessa Montibeller, correspondente da Sintonia FM em Rio do Sul.

 

Procon notifica Celesc por aumento na conta de luz

O Procon do estado notificou as Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) nesta segunda-feira (24) para que suspenda o reajuste na conta de luz, em vigor desde sábado (22). O órgão de defesa do consumidor disse que a concessionária deve considerar o momento delicado por causa da pandemia do novo coronavírus, que afetou a economia.

Ao Portal G1, a Celesc disse que está analisando a notificação e que, por enquanto, não vai se manifestar.

Para justificar o reajuste, a empresa argumenta que os custos de aquisição de energia, de transmissão e os encargos setoriais, itens que não são de gerência da distribuidora, aumentaram. A média de aumento foi de 8,42% para consumidores residenciais de baixa renda, rurais, iluminação pública e comércio, e de 7,67% para indústrias e comércios de grande porte, como shoppings.

Já o Procon argumentou que o Código de Defesa do Consumidor considera como abusiva práticas que coloquem o cliente em desvantagem exagerada, que sejam incompatíveis com a boa fé ou que permitam ao fornecedor elevação do preço de maneira unilateral.

Caso haja descumprimento da notificação, a Celesc fica sujeita a sanções administrativas e enquadrada pelo crime de desobediência, informou o Procon-SC. (Com informações G1SC)

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo