Aneel autoriza reajuste de 8,14% na tarifa de energia da Celesc

Aumento do custo da energia é a principal razão para a alta.

Enviar no WhatsApp
Aneel autoriza reajuste de 8,14% na tarifa de energia da Celesc

Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta terça-feira (18) que autorizou reajuste médio de 8,14% na tarifa de energia elétrica praticada pela Celesc. O motivo para a alta foram o aumento de custos para compra e produção de energia. Os novos preços passam a valer a partir de sábado (22). 

Segundo a Celesc, o aumento de custos provocaria um aumento de tarifas de 15,5%, mas o empréstimo da conta-Covid amorteceu o reajuste aos consumidores catarinenses. A conta-Covid foi um socorro disponibilizado pelo governo federal, que garantiu saúde financeira às distribuidoras de energia do país.

O reajuste aprovado prevê alta de 8,42% na tarifa de baixa tensão, como residências, propriedades rurais, iluminação pública e comércio. Já na alta tensão o avanço é de 7,67%, voltada a unidades de grande porte, como indústrias, shoppings etc. 

O que mais pesou para a alta foi aumento de custo de aquisição de energia, que cresceu 5,8%. Em seguida está o custo de transmissão, com 3,3%, e os encargos setoriais - que são compensações de benefícios ao setor -, com 2,1%.

A Celesc atende 3,08 milhões de unidades consumidoras localizadas em 264 municípios do estado de Santa Catarina.

 

Por Rede Catarinense de Notícias

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo