Procura por bolachas natalinas cresce até 300% e atrai turistas a SC; são 150 tipos de desenhos

Turistas encaram longas horas de viagem para garantir a delícia que já virou tradição por conta das mais variadas formas

Enviar no WhatsApp
Procura por bolachas natalinas cresce até 300% e atrai turistas a SC; são 150 tipos de desenhos

Foto: Reprodução/NSC TV

A bolacha natalina tem conquistado os brasileiros, e uma cidade de Santa Catarina se tornou referência nesse tipo de iguaria: São Martinho, no Sul do Estado. Em dezembro, o município de pouco mais de 3 mil habitantes atrai turistas de todos os cantos, sempre pelo mesmo motivo: garantir um Natal mais bem enfeitado graças aos 150 tipos de desenhos disponíveis.

"Viajamos mais de seis horas, e o objetivo é a compra da bolacha. O ônibus vai carregado", disse a guia turística Elgin Dencker.

De acordo com a gerente de produção de uma das principais lojas de bolachas natalinas de São Martinho, os pedidos na época do Natal aumentam em até 300%. Para dar conta de tamanha procura, somente aumentando a equipe de funcionários e, principalmente, o tempo de trabalho.

"Contratamos mais 30% de mão de obra e além disso são feitas horas extras. Ainda trabalhamos nos sábados para conseguir dar conta de toda essa demanda", falou Elaine Heidemann.

Entre os desenhos, um dos mais procurados é no formato de sino. A obra de arte fica por conta do detalhe no acabamento. Todo cuidado é pouco para deixar do jeito mais atrativo para o cliente. Neste caso, a confeiteira Maria Alice da Silva destaca como é desenvolvido esse processo na produção.

"A gente começa ele [o acabamento] com o xadrez, puxando os fios bem finos para conseguir desenhar. E depois a gente tem que contar para formar o desenho, como se fosse um ponto cruz mesmo", explicou.

Sino é um dos desenhos mais delicados — Foto: Reprodução/NSC TV

Sino é um dos desenhos mais delicados — Foto: Reprodução/NSC TV

Tamanha delicadeza e dedicação faz com que os turistas sempre voltem a São Martinho na época próxima ao Natal. E quando a bolacha é tratada como obra de arte, dá até pena de comer.

"Chego a guardar uma bandeja por até dois anos. Deixo em cima da mesa só para ficar olhando. É um trabalho maravilhoso", brinca a turista de Goiás, Docelina Sinigoski.

Papai Noel ganha destaque especial — Foto: Reprodução/NSC TV

Papai Noel ganha destaque especial — Foto: Reprodução/NSC TV

Por G1SC

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo