Governador autoriza as primeiras operações do Programa Terra Boa 2022

Enviar no WhatsApp
Governador autoriza as primeiras operações do Programa Terra Boa 2022

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

 

As primeiras operações do Programa Terra Boa 2022, que vai ampliar a produtividade e a renda no meio rural catarinense, começaram nesta segunda-feira, 21. O governador Carlos Moisés e o secretário da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, assinaram as autorizações com produtores durante evento na Cooperativa Regional Itaipu, em Pinhalzinho.

Neste ano, o Terra Boa tem um aporte maior de recursos. São R$ 105,2 milhões para apoiar a aquisição de sementes de milho, calcário, kits para melhoria de pastagens e do solo, além do incentivo à apicultura, à meliponicultura e ao cultivo de cereais de inverno. O aporte disponibilizado é 86% superior em relação a 2021.

“Estamos fazendo os maiores investimentos da história na Agricultura. Isso mostra a sensibilidade do Governo do Estado em ser parceiro de quem produz, de quem contribui para Santa Catarina ser a potência que é. De mãos dadas sempre vamos chegar aos melhores resultados para crescermos ainda mais,” disse Carlos Moisés, que também enalteceu os trabalhos das cooperativas catarinenses.

A partir de hoje, os agricultores, após obter as autorizações na Epagri dos municípios, estão aptos a retirar os produtos nas cooperativas. As primeiras autorizações foram assinadas com os agricultores de Saudades, Aristeu Luiz Henz e Sérgio Mai que adquiriram o Kit Solo Saudável. Jairo Balen e Jacob Hanauer, de Pinhalzinho, participam do programa com a aquisição de calcário.

Terra Boa

O Programa incentiva a aquisição de 220 mil sacas de semente de milho; 430 mil toneladas de calcário; 4,4 mil kits forrageira; 600 kits apicultura e 2 mil kits solo saudável. Além disso, os produtores catarinenses contarão com o apoio do Governo do Estado para investir na produção de cereais de inverno. A intenção é apoiar o cultivo de até 20 mil hectares de grãos que serão destinados para a fabricação de ração animal, bem como fomentar o cultivo de cereais de inverno para produção de silagem. A distribuição das cotas de milho começam em junho.

O secretário de Agricultura, Altair Silva, destacou que todos os programas do Governo do Estado são pensados para atender as principais demandas dos produtores. “O Terra Boa 2022 é o maior da história de Santa Catarina. A sensibilidade e a atenção do governador Carlos Moisés em priorizar a agricultura e o homem do campo tem sido fundamental. Queremos construir um meio rural cada vez mais competitivo.”

O prefeito de Pinhalzinho, Mário Woitexem, destacou a atenção que o governador Carlos Moisés está dando para os municípios. Citou que Carlos Moisés pagou a dívida considerada impagável da saúde de R$ 750 milhões e agradeceu pela cedência de aeronaves para a saúde. “Famílias tiveram seus entes queridos salvos porque em oito minutos o helicóptero leva o paciente de Pinhalzinho até o Hospital Regional. Isso para nós, prefeitos, é muito importante. Percebemos que os melhores resultados só vêm quando somos parceiros. Carlos Moisés está mostrando como se faz um governo municipalista.”

 

A importância do Terra Boa para os agricultores

Os agricultores beneficiados compartilharam da mesma opinião ao falar sobre os cuidados com o solo para ter uma boa produção. Por isso os recursos do Terra Boa são fundamentais como apoio a quem produz.

“Se não fosse esse programa não conseguiríamos fazer a correção do solo. Se a gente não cuidar da terra, não vamos produzir. Temos que ser produtor de solo para depois ser produtor de alimentos”, relatou o agricultor de Pinhalzinho beneficiado com calcário, Jairo Balen.

“O Programa Terra Boa é um incentivo fundamental para quem vive no campo. Os implementos vêm ajudar na preservação do solo. Temos que ajudar a terra a se preservar,” disse o agricultor de Saudades, Aristeu Luiz Henz.

Por Secretaria de Estado de Comunicação - Secom

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo