SC-350: PMRv pede que via alternativa na Tifa dos Abreu seja evitada devido à chuva

Acidentes no local tem sido frequentes e situação piorou com à pista molhada

Enviar no WhatsApp
SC-350: PMRv pede que via alternativa na Tifa dos Abreu seja evitada devido à chuva

Chuva deixou estrada escorregadia, que propiciou acidentes - Foto: PMRv Aurora

 

Alerta da PMRv

Comunicado divulgado pela PMRv neste fim de semana, pede cautela a quem trafegar pelos desvios alternativos a SC-350. 

Diz a nota: 
"O 6° Grupo de Polícia Militar Rodoviária de Aurora, alerta aos motoristas que pretendem transitar pelas rodovias SC-350 entre Alfredo Wagner a Ituporanga e com isso, obrigatoriamente devem deixar a SC-350 e passar pelo desvio na localidade de Tifa dos Abreu, pois a SC no Km 410 está interditada. A orientação é para que os motoristas redobrem os cuidados ao dirigir, inclusive, reduzindo a velocidade nos locais de risco. Com as chuvas, vários locais do desvio possuem muita lama e com pouco macadame o que facilita que o veículo perca a tração e o motorista o controle da direção. A orientação da Polícia é que sejam procuradas rotas alternativas, e que os motoristas transitem pela SC-350 no trecho do desvio se realmente for necessário."

 

O trecho foi definido para passagem de veículos leves, mas, veículos pesados também tem trafegado pelo local. Ônibus, caminhão, já ficaram encalhados e, mais recentemente, como mostra a foto da reportagem, carros pequenos se envolveram em acidentes.
 

Interdição da rodovia

O trecho na altura do km 410 ao 516 da SC-350, entre Ituporanga e Alfredo Wagner, que começou a apresentar rachaduras no início deste mês de novembro, foi interditado para a passagem de veículos pesados, no dia 12 de novembro e completamente interditado no dia 17 de novembro. A medida, segundo o Governo do Estado, foi recomendada pela Defesa Civil, que emitiu um laudo apontando altíssimo risco para o desmoronamento da pista.

Segundo anunciaram os técnicos da Secretaria de Estado da Infraestrutura uma obra emergencial iniciaria há uma semana, na última segunda-feira (21), com remoção de solo, terraplenagem, enrocamento e instalação de sistemas de drenagem, o que, segundo eles, resolveria o problema.

 

Reunião Codensul

Mas o trabalho não é tão simples assim. Na última semana, em reunião com membros da Secretaria de Estado da Infraestrutura, o CODENSUL (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Rio do Sul), declarou entender que se trata de uma obra complexa; no entanto emergencial. Pedindo a maior agilidade possível na conclusão e também melhorias na rota alternativa.

Segundo Cléber Stassum, Consultor do CODENSUL, a equipe explicou que, no local, estão realizando serviços de supressão vegetal, construção de acessos de serviços e sondagem. Para baixar o peso sobre o talude comprometido, estão removendo a capa asfáltica e o solo saturado. Um projeto inicial já foi elaborado mas ainda precisam de mais estudos até fechar o projeto executivo, num prazo de 15 dias. Com a entrega do projeto executivo, a secretaria poderá falar em prazo para conclusão e também sobre abertura provisória ao tráfego de veículos. Antes disso, não há como, disse ele.

 

Por Isabel Caetano/Sintonia FM

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo