Motorista é preso no Paraná após 63 km de manobras perigosas

Homem de 23 anos não pagou fiança de R$ 8 mil e permanece na Delegacia de Campina Grande do Sul.

Motorista é preso no Paraná após 63 km de manobras perigosas

Foto: Divulgação / PRF

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu em flagrante um motorista de caminhão de Caxias do Sul (RS) que dirigia fazendo manobras perigosas na BR-116, entre Curitiba (PR) e São Paulo (SP), na tarde de terça-feira (8). Segundo a PRF, o homem de 23 anos estava sob efeito de cocaína.

A prisão aconteceu em Campina Grande do Sul, município da região metropolitana de Curitiba. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia da cidade e detido sob fiança de R$ 8 mil. O caminhão ficou retido no pátio da PRF.

O incidente começou por volta das 12h20min, quando a equipe da PRF que fazia ronda pela rodovia Régis Bittencourt, na pista sentido Curitiba-São Paulo, na altura do km 25, percebeu que diversos motoristas apontavam na direção de um caminhão que transitava mais à frente, no mesmo sentido.

Conforme a PRF, o caminhão, um Ford Cargo, transitava em ziguezague e ameaçava os demais motoristas que trafegavam pela rodovia. O condutor realizava mudanças de faixa repentinas, forçando os outros veículos a frear ou sair de pista para evitar uma colisão.

Quando a viatura da PRF se aproximou, foi alvo das mesmas manobras por parte do caminhoneiro, que desobedeceu às ordens de parada. Um vídeo feito pelos policiais mostra o caminhão obstruindo a passagem da viatura. Dezesseis quilômetros à frente, ele fez o retorno e seguiu na direção de Curitiba.

Os policiais rodoviários federais afirmaram que efetuaram disparos na direção dos pneus do caminhão para parar o veículo, devido ao risco iminente de o caminhoneiro provocar um acidente. Mesmo com cinco pneus perfurados, o motorista seguiu em fuga, totalizando 63 quilômetros. Alguns dos pneus se desmancharam por completo, e as rodas se arrastavam no asfalto.

Com apoio de um helicóptero, de outros policiais rodoviários federais e equipes da Polícia Militar, foi montada uma barreira em frente à Unidade Operacional Taquari, no km 56 da rodovia. Quando avistou o bloqueio, o caminhoneiro ainda tentou fazer o retorno e acessar a pista contrária, mas acabou parando sobre o canteiro central.

Durante a abordagem, segundo os policiais, o motorista se recusou a sair da cabine e resistiu à prisão de forma agressiva, se debatendo, chutando e tentando agredir os agentes. Foram necessários seis policiais para contê-lo e algemá-lo.

O motorista responderá pelos crimes de conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada por substância psicoativa que determine dependência, direção perigosa, desobediência e resistência à prisão. Aos policiais rodoviários federais, o homem admitiu ser usuário de cocaína há cerca de dois anos.

Dentro da cabine, sob uma folha de papel, foi localizada uma pequena quantidade de substância análoga à cocaína. O homem transportava uma carga de batatas. Ele havia saído do Rio Grande do Sul com destino a São Paulo (SP). Conforme a PRF, o homem estava fora de si e alegou que alguém estaria tentando roubá-lo.

Além dos enquadramentos criminais, o motorista ainda foi autuado por sete infrações de trânsito: dirigir sob efeito de substância psicoativa, dirigir ameaçando os demais veículos, deixar de dar passagem à viatura policial, transitar em acostamento, demonstrar manobra perigosa, transitar sobre marcas de canalização e não portar documento obrigatório.

 

*Por Lizie Antonello

Por GaúchaZH

Autor Video: PRF Paraná

Outras Notícias

PUBLICIDADE