Acidente que matou três jovens em Blumenau alerta para o uso do cinto de segurança

Duas das três vítimas fatais foram arremessadas para fora do carro e 17 pessoas em uma van ficaram feridas.

Acidente que matou três jovens em Blumenau alerta para o uso do cinto de segurança

O acidente aconteceu por volta das 22h50 deste domingo (28) (Foto: PRF / Divulgação)

 

O acidente entre carro e van que aconteceu na noite deste domingo (27) na BR-470, em Blumenau, e deixou três vítimas fatais e 18 feridos, acende — novamente — o alerta para a importância do uso do cinto de segurança nos veículos. Na batida, duas das três vítimas fatais foram arremessadas para fora do carro, o que indica o não uso do equipamento, segundo a especialista de trânsito Márcia Pontes.

Além disso, a van, uma Fiat Ducato com placas de Balneário Camboriú, teve 17 feridos, incluindo o motorista com lesões graves. De acordo com o site da marca, o veículo acomoda 16 pessoas, o que pode indicar, ainda, uma superlotação. À reportagem, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou o número de passageiros que estavam na van.

Márcia Pontes chama a atenção para a possível falta do uso do cinto de segurança justamente pela quantidade de pessoas que ficaram feridas nesse acidente — o que motivou, inclusive, o apoio de bombeiros e socorristas de outras cidades do entorno.

— Corpos ejetados de dentro de um veículo indicam de que as pessoas estavam sem cinto. Ainda existe esse relaxamento — aponta.

 

Vítimas do acidente na BR-47, na noite deste domingo (27).

Vítimas do acidente na BR-470, na noite deste domingo (27) (Foto: Reprodução, Facebook)

 

A especialista ainda alerta para a questão do uso do equipamento no banco de trás, algo nem sempre respeitado pelos passageiros:

— Se o veículo saiu de fábrica com o cinto de segurança, tem que usar. As pessoas não utilizam [o cinto no banco traseiro] porque pensam que nunca vai acontecer com elas. E, olha só: acabamos de sair de uma Semana Nacional do Trânsito cujo tema foi justamente ‘perceba o risco e proteja a vida’.

 

Tragédia recorrente

Em dezembro do ano passado, um acidente que matou duas crianças na BR-470, em Apiúna, já havia colocado o assunto à tona. Na época, os pequenos estavam sem cinto e fora da cadeirinha. O resultado dessa negligência foram dois óbitos, de Emanuelly Victoria Ribeiro, 4 anos, e Gabriely Damaris Ribeiro, 9.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) não utilizar o cinto de segurança é uma infração grave, com perda de cinco pontos na carteira, multa de R$ 195,23 e retenção do veículo até que todos coloquem corretamente o cinto de segurança.

Entre 2015 e março deste ano, Santa Catarina registrou mais de 539 mil multas aplicadas por conta da infração provocadas pela falta de uso do equipamento de segurança pelos passageiros.

Muito além da multa, o mais importante, no fim das contas, é a vida.

— O cinto de segurança protege de mortes em mais de 75% dos casos quando você está usando, dependendo até do tipo de deformidade do veículo — finaliza Márcia Pontes.

 

Por Brenda Bittencourt

Santa / NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE