Coronavírus em SC: Governo fecha divisas com PR e RS para veículos de transporte coletivo e proíbe a permanência de pessoas em praias e parques

São 21 casos do novo coronavírus confirmados e mais de 300 em investigação em SC.

Coronavírus em SC: Governo fecha divisas com PR e RS para veículos de transporte coletivo e proíbe a permanência de pessoas em praias e parques

Governo de SC atualiza situação do novo coronavírus em SC (Foto: Reprodução)

Ao confirmar 21 diagnósticos do novo coronavírus (Covid-19) em Santa Catarina no final da tarde desta quinta-feira (19) e mais de 300 casos em investigação em todas as regiões do estado, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) anunciou novo decreto, ainda em situação de emergência, e aumentou duas restrições.

Em transmissão online, Moisés declarou que as divisas de Santa Catarina serão fechadas para circulação de transportes coletivos e proibiu o agrupamento e a permanência de pessoas em espaços públicos, como praças, parques e praias em todo o território catarinense.

— Um decreto cria duas novas restrições sobre o transporte e proíbe o ingresso no território catarinense, público ou privado, de veículos de fretamento intermunicipal e interestadual. Assim, a gente fecha as divisas com estados vizinhos e fronteiras — declarou.

Da mesma forma, fica proibida a permanência em espaços públicos em consonância com determinações de muitos municípios de SC, segundo o governador, para que haja um padrão de conduta em todo o território no período de situação de emergência:

— O dia de hoje transformou cidades e ambientes, e acho que a decisão foi acertada. Temos informação que locais que não fizeram o bloqueio do trasporte publico, hoje registra alta transmissão do vírus.

 

Repasse de R$ 14 milhões aos municípios

Durante coletiva, também foi anunciado a destinação da verba recebida do governo Federal, através do Ministério da Saúde.

São R$ 14 milhões que serão repassados aos municípios catarinenses que contam com unidades de pronto atendimento, informou o governador. Os valores devem ser encaminhados às cidades, proporcionalmente, conforme número populacional.

— O Estado entende que os municípios precisam de recursos. Temos 54 Unidades de Pronto Atendimento no território de SC e vamos, com Conselho de Saúde, deliberar sobre critérios e assim que definidos, os recursos estarão disponíveis.

?

Atendimento nas UTIs

Moisés também informou a ampliação das instalações de Unidades Intensivas de Saúde (UTIs), de acordo com a realidade catarinense:

— Vamos ter de comprar e locar leitos. Nas neste momento, dentro de SC, há leitos reservados para infectados com o novo coronavírus em todas instâncias. São 801 leitos de UTI disponíveis entre neo-natal, adultos e infantil.

 

Por Clarissa Battistella

Por João Lucas Cardoso

DC / NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE