Homem é preso suspeito de matar colega de trabalho com motosserra em Santa Catarina

Suspeito disse à polícia que a vítima tinha ofendido um familiar dele. Crime ocorreu nesta terça-feira (22) em São Joaquim, na Serra catarinense.

Homem é preso suspeito de matar colega de trabalho com motosserra em Santa Catarina

Homem é suspeito de matar colega de trabalho em área de reflorestamento — Foto: IGP/Divulgação

 

Um homem de 26 anos foi preso em flagrante suspeito de ter matado o colega de trabalho de 37 anos com um golpe de motosserra em São Joaquim, na Serra catarinense. O crime ocorreu em uma área de reflorestamento nesta terça-feira (22).

A vítima, o suspeito e outro homem estavam na localidade de Bentinho, na área rural de São Joaquim, por volta de 8h. Eles trabalhavam com corte de pinos. O homem de 26 anos estava com a motosserra e deu um golpe no colega de trabalho. A vítima não resistiu ao corte profundo e morreu no local.

Assustado, o terceiro trabalhador correu e ligou para o gerente deles. De acordo com a Polícia Civil, o autor arrastou o corpo por alguns metros e o ocultou em meio a vegetação. Depois, escondeu-se em uma casa na mesma propriedade.

O gerente dos três homens chamou a Polícia Militar, que foi até o local e viu marcas de sangue na área, mas não encontrou a vítima. Outros funcionários da área de reflorestamento indicaram onde o suspeito poderia estar escondido. Os policiais o encontraram dentro de uma casa utilizada algumas vezes como alojamento pelos trabalhadores. O próprio suspeito indicou para a polícia onde estava o corpo, coberto de palha.

Em depoimento à polícia, ele confessou o crime e disse que o colega teria ofendido um familiar dele no dia anterior. Os dois trabalhavam juntos havia uma semana, mas se conheciam há mais tempo, conforme a Polícia Civil. Os dois são de Lages, também na serra catarinense, e durante a semana pernoitavam em São Joaquim no local do trabalho.

O Instituto Médico Legal (IML) identificou a vítima como sendo Luiz Carlos Branco Machado, de 37 anos. O corpo dele deve ser liberado para a família até o final da tarde desta terça.

A Polícia Civil deve indiciar o homem por homicídio qualificado por motivo fútil e ocultação de cadáver. Ele será conduzido ainda nesta terça para o presídio Regional de Lages. Até as 15h15 o suspeito continuava na Delegacia de São Joaquim.

 

Por G1 SC

Outras Notícias

PUBLICIDADE