Agricultura inicia distribuição de calcário para aumentar a produtividade das lavouras

Agricultura inicia distribuição de calcário para aumentar a produtividade das lavouras

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

 

Produtores rurais de Santa Catarina contam com o apoio do Governo do Estado para aumentar a produtividade das lavouras. A partir desta segunda-feira, 1º de março, a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural começa a distribuição de 300 mil toneladas de calcário que deverão ser usados para correção de solo e incremento da produção agrícola. O investimento de R$ 23,6 milhões deve atender mais de 15 mil produtores rurais no estado.

“Esse apoio é fundamental, e Santa Catarina fazendo com que o agronegócio e a agricultura familiar se fortaleçam cada vez mais. Que nós possamos, através do Programa Terra Boa, gerar oportunidades de renda para o desenvolvimento da economia catarinense e principalmente dos nossos produtores rurais”, destaca o secretário Altair Silva.

A distribuição de calcário é uma das linhas de apoio do Programa Terra Boa. Cada agricultor poderá retirar até 30 toneladas do produto. Ao todo, serão 300 mil toneladas divididas em duas modalidades: via cooperativa ou direto das minas.

Se o agricultor optar por retirar o calcário nas cooperativas, ele devolverá o valor no próximo ano com o resultado da colheita. Caso opte por retirar nas empresas mineradoras, o produto é gratuito e o produtor arca com o valor do frete.

O calcário é fundamental para correção do solo e aumento de rendimento nos plantios. Segundo o pesquisador da Estação Experimental da Epagri de Ituporanga, Claudinei Kurtz, é importante lembrar que o calcário deve ser usado após a análise do solo, que irá indicar a quantidade do insumo a ser aplicado.

“De um modo geral os solos catarinenses são ácidos e o calcário tem grande importância para neutralizar essa acidez, aumentando a disponibilidade e a absorção de nutrientes. Tudo isso implicará no aumento de produtividade na grande maioria das culturas comerciais”, explica.

Os produtores rurais interessados em participar do Programa Terra Boa devem procurar a Epagri do seu município.

Programa Terra Boa

Em 2021, serão investidos R$ 56,5 milhões para apoiar a aquisição de sementes de milho, calcário e kits para melhoria de pastagens e do solo, além do incentivo à apicultura e à meliponicultura.

O Terra Boa irá incentivar a aquisição de 200 mil sacas de milho; 300 mil toneladas de calcário; 3 mil kits forrageira; 500 kits apicultura e mil kits solo saudável. O Programa terá R$ 5 milhões a mais de recursos e o Governo do Estado pretende ampliar o número de beneficiários. No último ano, foram mais de 70 mil famílias rurais atendidas.

Incentivo à produção de milho

Um dos grandes objetivos do Terra Boa é incentivar a produção de milho em Santa Catarina. Segundo o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, a intenção é diminuir as importações do grão e fortalecer ainda mais o agronegócio catarinense. “Vamos nos esforçar para incentivar a produção e a produtividade de milho no estado. O grão é um dos motores da nossa economia é o que faz toda a cadeia produtiva de proteína animal girar. Queremos depender cada vez menos da importação de outros estados e incrementar a produção local”, destacou.

O Terra Boa é resultado de um convênio firmado entre a Secretaria da Agricultura e a Fecoagro.


Por Ana Ceron / Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural

Outras Notícias

PUBLICIDADE