Semana Nacional do Meio Ambiente: conheça o trabalho da Polícia Militar Ambiental na região

CPMA atua nos 28 municípios do Alto Vale do Itajaí e também em Leoberto Leal.

Enviar no WhatsApp
Semana Nacional do Meio Ambiente: conheça o trabalho da Polícia Militar Ambiental na região

Foto: Polícia Militar de Santa Catarina

 

Este ramo da polícia atua protegendo a flora, a fauna, a pesca, e áreas especiais, assim como combate os crimes cometidos contra o meio ambiente. Na região de abrangência do 3º Pelotão de Polícia Militar Ambiental, com sede em Rio do Sul, a maior incidência de denúncias e crimes, é de desmatamento. Você acompanha um pouco do trabalho na região, na reportagem de João Sérgio.

 

História da Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina

A Polícia Florestal do Estado de Santa Catarina surgiu a primeira vez em nosso estado pela lei n° 3.147, de 17 de dezembro de 1962, que fixava seu efetivo em Pelotão Florestal. A comando de um 1° tenente, seu efetivo era 37 policiais militares, com sede na cidade de Curitibanos.

Em 1963, a lei n°3406, de 27 de dezembro do mesmo ano, fixava o efetivo da Polícia Florestal, bem como mudava o comando para um capitão combatente.

 A Polícia Florestal é extinta em 1979, surgindo novamente pela lei n° 19.237, que atribuía á PMSC o policiamento de mananciais e florestas.

Em 1990, a lei n° 8039, de 23 de julho de 1990, criava a Companhia de Polícia Florestal (CPF), com seu efetivo em 192 homens, sendo suas atribuições definidas na mesma lei.

Através do decreto n° 3.569, de 27 de Março de 1993, a CPF passou a denominar-se Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (CPPA) Dr.Fritz Müller, em homenagem ao “Príncipe dos Observadores”, pai da ecologia catarinense.

No dia 14 de setembro de 1994, foi assinado o decreto n°4.815 pelo governador do Estado, cedendo a sede administrativa do Parque Estadual do Rio Vermelho, para que a CPPA pudesse instalar seu comando em suas dependências.

No dia 02 de janeiro de 1995, o comando da CPPA instala-se definitivamente no Parque Estadual do Rio Vermelho, passando a Baixada do Maciambú denominar-se 2° Pelotão de Proteção Ambiental.

Com a crescente demanda e o respaldo da população catarinense, na data de 04 de agosto de 2005, a Companhia de Polícia de Proteção Ambiental passa a ser denominada Guarnição Especial de Polícia Militar Ambiental (GEPMA)

No dia 22 de setembro de 2008, pelo decreto n° 1682, a Guarnição Especial de Polícia Militar Ambiental passa a ser denominada Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), com sede em Florianópolis e desdobrada em sete Companhias.

Em 02 de fevereiro de 2015, o BPMA tem sua sede definitiva inaugurada.

Em 2015, criada pelo Comandante-Geral da Polícia de Santa Catarina, o Comando de Policiamento Militar Ambiental (CPMA), com 19 unidades espalhadas pelo Estado e 384 policiais militares ambientais, sua sede fixou-se no Parque Aventura, Abraão, onde encontra-se atualmente. (Por Assessoria de Comunicação da Polícia Militar de Santa Catarina).

 

Por Assessoria de Comunicação da PMSC

 

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo