Operação “BAHU” em Rio do Sul

Objetivo é preparar órgãos de segurança e grupos de voluntários para eventos adversos.

Operação “BAHU” em Rio do Sul

Fotos: Vanessa Montibeller/Sintonia

 

A Polícia Militar de Santa Catarina e a Defesa Civil de Rio do Sul realizam neste fim de semana, o primeiro exercício simulado do Programa de Ajuda Humanitária do município. O objetivo é preparar órgãos de segurança e grupos de voluntários para eventos adversos de origem natural ou ocasionados pela ação humana. As atividades serão realizadas entre 8h e 18h.

A partir de sexta-feira (29), mais de 120 pessoas entre policiais militares, bombeiros e civis participarão da “Operação BAHU”, a qual remete ao grande desastre natural ocorrido no Morro do Baú, região de Ilhota, em 2008. Na época, as cheias dos rios e deslizamentos de terra causaram mortes e destruição na região.

O assessor especial de Gabinete da Prefeitura, Bolívar Bittelbrunn, explica como será a dinâmica do treinamento. “Na sexta-feira, o objetivo é reunir informações sobre estruturas, equipamentos e quadro de pessoas disponíveis para atuar em situações de eventos adversos na região. Informações teóricas também serão repassadas aos participantes. Já no sábado, várias oficinas e simulações serão realizadas, como montagem de centrais de comando, operações aéreas e transposições em locais alagados”, explica.

Origem da Operação “BAHU”

A Polícia Militar é constantemente acionada para atuar em eventos de natureza adversa, variando de pessoas perdidas ou acidentadas na mata, até desastres naturais. É comum nestas situações a corporação unir-se com outras agências ou instituições, para agir nas missões necessárias de resgate e socorro.

Diante deste contexto, a devida preparação do efetivo e material para operar em cada situação são essenciais para o sucesso das missões. O Programa Batalhão de Ajuda Humanitária (BAHU), responsável por esses treinamentos, conta com diversos equipamentos específicos e mais de 400 policiais treinados, os quais são acionados para o pronto emprego nesses eventos.

A capacitação, segundo Bittelbrunn, é a primeira realizada na região, e a intenção é fazer com que as respostas sejam cada vez mais rápidas em situações adversas. “Nós não podemos mais encarar as enchentes, por exemplo, como surpresa. Precisamos estar preparados e cada grupo que atuar nesses eventos deve saber quando e de que forma agir”, enfatiza.

Os exercícios serão realizados na Sede da Associação dos Servidores Públicos Municipais de Rio do Sul, na Rua Mafalda Lingner Porto, nº333, bairro Progresso.

A primeira oficina terá início às 8h, com término previsto no sábado às 18h. Estarão envolvidos no treinamento os batalhões da Polícia Militar da região, Polícia Militar Ambiental, Cavalaria, Corpo de Bombeiros Militar, Bombeiros Voluntários, Grupo Voluntário de Busca e Salvamento, Grupo de Resgate em Montanha, Defesa Civil e o Grupo de Rádio Amador.

Grupos interessados em participar do exercício simulado podem entrar em contato direto com a Defesa Civil de Rio do Sul no (47) 3521-7276.

 

Por Rafael Beling

Diário do Alto Vale 

Outras Notícias

PUBLICIDADE