Ministério Público abre inquérito para investigar instalação de UTIs em Rio do Sul

Enviar no WhatsApp
Ministério Público abre inquérito para investigar instalação de UTIs em Rio do Sul

Hospital tem 19 leitos de UTI e aguarda equipamentos para mais 10 (Foto: Divulgação)

 

O Ministério Público abriu um inquérito civil para apurar por que o Hospital Regional Alto Vale, em Rio do Sul, ainda não instalou novos leitos de UTI previstos para atender pacientes de Covid-19. Na quarta-feira (15), a promotora Caroline Sartori Velloso Martinelli solicitou informações à instituição sobre pacientes internados e procedimentos para liberação de novas vagas.

No documento que oficializa a abertura da investigação, Martinelli menciona o repasse ao hospital de R$ 1,5 milhão pela prefeitura de Rio do Sul "para ampliação de 20 leitos de UTI, exclusivamente para tratamento de pacientes diagnosticados com Covid-19, mas até o momento não foram instalados".

A direção da Fundação de Saúde do Alto Vale do Itajaí, que administra o hospital, disse que se manifestará no início da tarde sobre o inquérito.

Críticas em Blumenau

No domingo passado, o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, também questionou a demora na implantação de mais leitos de UTI no Alto Vale. O temor é que pacientes da região precisem ser transferidos para os hospitais de Blumenau, que já estão com 86% de ocupação.

Em resposta, a instituição de Rio do Sul disse à coluna que aguarda o envio de equipamentos pelo governo estadual para abrir 10 leitos. Hoje, no sistema do Estado, há 19 credenciados. A instituição também espera a chegada de equipamentos, como monitores e respiradores. Há cinco pessoas internadas com suspeita ou confirmação de Covid-19.

 

Por Evandro de Assis

NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo