Justiça obriga casal a vacinar os filhos em Rio do Sul

Os pais teriam afirmado que decidiram não vacinar dois do três filhos, pois a mais velha teria passado por forte reação alérgica

Enviar no WhatsApp
Justiça obriga casal a vacinar os filhos em Rio do Sul

Foto: Reprodução

O desembargador Carlos Roberto da Silva, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, proferiu sentença que obriga um casal que mora em Rio do Sul a vacinarem os filhos.

O caso foi parar no TJSC depois que o casal tomou a decisão de não vacinar dois dos três filhos alegando que as doses contêm mercúrio e outras substâncias que os prejudicariam.

Além disso, os pais das crianças ainda teriam afirmado que a mais velha tomou a vacina e sofreu forte reação alérgica, e por isso não iriam vacinar os outros dois. O casal ainda alegou que veio do Chile para o Brasil no ano passado e que o terceiro filho, nascido após a mudança, se quer ter carteira de vacinação.

O desembargador afirmou que o caso apresenta um risco iminente de danos às crianças e à coletividade. Entendeu também que estamos vivenciando um expressivo aumento de casos de doenças e as crianças estariam expostas nesse meio.

O magistrado alegou ainda que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) impõe “vacinação obrigatória nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias”.

Devido a reação alérgica apontada pelos pais das crianças na filha mais velha, a justiça determinou que as doses só sejam aplicadas mediante consultas médicas por profissionais da Secretaria de Saúde de Rio do Sul.

Por NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo