Hospital Bom Jesus promove Campanha Educativa no Dia Nacional de Combate ao Fumo

Cigarro gigante foi colocado na recepção com a frase “Viu só como o cigarro atrapalha a sua vida?”

Hospital Bom Jesus promove Campanha Educativa no Dia Nacional de Combate ao Fumo

Cigarro gigante foi colocado na recepção do HBJ (Foto: Divulgação)

O Dia Nacional de Combate ao Fumo, foi lembrado nesta segunda-feira, 29, com uma ação educativa no Hospital Bom Jesus. Com o objetivo de conscientizar os colaboradores e a população sobre os malefícios causados pelo tabagismo, foi confeccionada uma réplica de um cigarro do tamanho de uma pessoa. O cigarro gigante foi posicionado na recepção do HBJ e todos que passaram pelo local tiveram que desviar do objeto para acessar o local desejado.

Elisângela Scheidt Roncalio, coordenadora da Comissão de Educação Permanente em Saúde do HBJ, a ideia era justamente causar certo incomodo para as pessoas. “Ao lado do cigarro estava a frase: Viu só como o cigarro atrapalha a sua vida? Lendo a frase e tendo que desviar para ter acesso ao local desejado, faz com que as pessoas parem e reflitam sobre o tema”, explicou.

A campanha educativa está aliada às estratégias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para combater o tabagismo. Neste ano o Instituto Nacional do Câncer (Inca) adotou o esporte como temática de conscientização para o Dia Nacional de Combate ao Fumo.

Com o slogan #MostreAtitude: sem o cigarro sua vida ganha mais saúde, a campanha quer atingir principalmente a faixa etária entre 13 e 35 anos.  A ideia é que o tema estimule a prática de esportes e, assim, influencie na prevenção e na cessação do tabagismo, já que o hábito de fumar atrapalha a execução de atividades físicas.

Alem disso de acordo com o médico neurocirurgião do HBJ, Doutor Rafael Carlos da Silva, todo ano milhares de pessoas são acometidas pelo Acidente Vascular Cerebral (AVC). “Pessoas que fumam mais de um maço de cigarros por dia, dobram o risco de ter um AVC comparados a homens não fumantes ou homens que venceram o vício. O fumo já é considerado fator de risco, quando o AVC”, alertou o profissional.

O cigarro age também no Sistema Nervoso Central através da Nicotina determinando um processo de estimulação crônica das células nervosas que no médio prazo provoca dependência química dessa substância. Depois de instalada a dependência, não só à Nicotina o fumante estará exposto, mas também,  a cerca de 4700 substâncias tóxicas como chumbo e níquel e resíduos de agrotóxicos que em última instância são causadoras de doenças graves e fatais como câncer.

Então nesse dia nacional de combate ao tabagismo faça algo por você e sua família. Abandone esse hábito. Procure ajuda profissional e faça parte da estatística brasileira, que mostra que a cada ano o número de tabagistas vem diminuindo, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer.

Authentica Comunicação Integrada

Outras Notícias

PUBLICIDADE