Depressão pós-parto é tema de encontro do Grupo preparatório de país do Hospital Bom Jesus

A doença acomete homens e mulheres e merece atenção especial.

Depressão pós-parto é tema de encontro do Grupo preparatório de país do Hospital Bom Jesus

Foto: Divulgação

A depressão pós-parto é muito mais  comum que se possa imaginar. Estima-se que ela afete entre 10 e 20 por cento das mulheres que tiveram bebê. Os sintomas incluem ansiedade, falta de energia e mudanças no padrão de sono e de alimentação. O assunto será tema nessa quinta-feira, 18, do encontro do Grupo Preparatório de Pais, realizado no Hospital Bom Jesus.

De acordo com a psicóloga Luana de Lourdes Ferreira Pich, a depressão é uma doença como outra qualquer, que exige tratamento, incluindo remédios e terapia. Acima de tudo, depressão pós-parto não é culpa da mulher, nem significa rejeição ao bebê. E alem das mães, muitas vezes podem atingir também os homens.

Durante o encontro que será realizado no Salão Psicossocial  do Hospital Bom Jesus, a partir das 19h30min, a profissional irá esclarecer quais são as causas, os sintomas e as formas de tratamento. “É importante que a mulher ou algum familiar reconheçam logo a depressão, para que seja dado o apoio e o tratamento necessários. Sem tratamento, a depressão pode durar meses e até anos”, explica a psicóloga.

Para participar do Grupo Preparatório de Pais não é necessário fazer inscrição antecipada e a participação é gratuita. Com encontros quinzenais, os assuntos tratados complementam o pré-natal e fazem com que o período da gestação seja vivenciado de forma mais tranquila e com poucas dúvidas.

Authentica Comunicação Integrada

Outras Notícias

PUBLICIDADE