Covid-19: Alto Vale volta para risco gravíssimo

Novo mapa de risco aponta que situação se agravou na maioria das regiões do estado e novas regras são estabelecidas.

Enviar no WhatsApp
Covid-19: Alto Vale volta para risco gravíssimo

Foto: Divulgação/ND

 

Como já era esperado, a situação da Covid se agravou e o Alto Vale Voltou para o estado gravíssimo de acordo com o novo mapa de risco divulgado na noite desta terça-feira (24). Ao todo são 13 regiões na cor vermelha e apenas três na cor laranja. Com  a mudança na classificação passam a valer novas regras para diversos setores.

De acordo com uma portaria da Secretaria de Estado da Saúde, nas regiões de saúde classificadas em risco potencial gravíssimo, está proibido o acesso de público a competições esportivas públicas ou privadas, oficiais ou não, cinemas, teatros, casas noturnas terão atividades suspensas, assim como museus eventos, shows e espetáculos que acarretem reunião de público. Eventos como congressos, palestras, seminários e afins também não estão permitidos.

Eventos sociais como casamentos, aniversários, jantares, confraternizações, bodas, formaturas, batizados, festas infantis e afins não podem ser realizados.

As aulas presenciais nas unidades das redes pública e privada de ensino, municipal, estadual e federal, relacionadas a educação infantil, ensino fundamental, nível médio, educação de jovens e adultos (EJA) e ensino técnico também ficam proibidas. As unidades podem apenas desenvolver atividades de reforço pedagógico individualizado.

Com a nova classificação também está suspensa a concentração e de permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, praias e praças, com exceção da prática de esportes individuais.

Para academias de ginástica, musculação, crossfit, funcionais, estúdios de danças, escolas de natação, hidroginástica, hidroterapia, academias de lutas e áreas afins a permissão de atender em no máximo com 30% da capacidade.  A mesma regra dos 30% vale para templos religiosos e igrejas.

A orientação para todos os setores e moradores é de que cumpram as regras estabelecidas pelos órgãos de saúde, mantenham o distanciamento, usem máscaras e higienizem as mãos com frequência.

 

Por Helena Marquardt

Diário do Alto Vale

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo