Campanha de Multivacinação no Alto Vale

Durante 11 dias, municípios intensificaram a vacinação de crianças e adolescentes nas unidades de saúde.

Campanha de Multivacinação no Alto Vale

Campanha de Multivacinação em Taió (Foto: Divulgação)

 

Com início em 11 de setembro, terminou na última sexta-feira (22) a Campanha Nacional de Multivacinação. Segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), a ação tem como objetivo atualizar a caderneta de crianças e adolescentes com menos de 15 anos. Durante a campanha, os postos de saúde de todo o país disponibilizaram 16 tipos de vacinas contra doenças como sarampo, caxumba, varicela, rubéola, poliomielite, tétano, coqueluche, meningite C e HPV.

O técnico em enfermagem e responsável pela Sala de Vacinas de Ituporanga, Aldonei José de Melo, conta que 1.669 carteirinhas de crianças e adolescentes foram avaliadas no município durante a campanha. Destas, apenas 610 estavam incompletas. “Eu fazia a avaliação das carteirinhas e só foi para a Sala de Vacinas quem tinha alguma vacina para tomar”, explica. De acordo com o técnico em enfermagem, foram vacinadas 344 crianças (0 a 9 anos) e 266 adolescentes (10 a 15 anos).

Melo ainda ressalta a importância da campanha, que auxilia os profissionais da Saúde na busca por vacinas em atraso, prevenindo possíveis doenças. “Essa campanha é importante para deixar em dia as carteirinhas de vacinação de todos, porque ficando em falta alguma vacina, a imunização não ficou completa”, declara.

Já em Taió, 747 cadernetas de vacinação foram avaliadas durante o período da campanha. Segundo a vacinadora Anadir Purnhagen, o número de crianças e adolescentes vacinados no município foi de 194. “É uma campanha que é realmente de análise. Olhamos a carteirinha e se está tudo em dia não aplicamos nada”, afirma Anadir.

Em Ibirama, três salas de vacina estiveram à disposição da comunidade. De acordo com a administradora da Sala de Vacinas, Ana Paula Cardoso, das 493 crianças atendidas, 135 foram vacinadas. Já para os adolescentes, foram 167 atendimentos e 55 vacinados.

Rio do Sul

Na Capital do Alto Vale, pelo menos 40% das pessoas que compareceram aos seis locais disponíveis para vacinação foram imunizadas. De acordo com a enfermeira Rosane Gandin da Rosa, 1.337 cadernetas de crianças foram avaliadas durante a campanha, o que resultou em 547 pessoas vacinadas. “Esse 547 é o número de crianças, mas o número de vacinas é de 1.058. Isso quer dizer que, às vezes, a criança pode tomar duas ou três vacinas no momento em que ela vem até a Sala de Vacinas”, conta.

A enfermeira ainda conta que o número de adolescentes atingidos pela campanha foi bem abaixo do esperado. Dos 386 que compareceram às unidades de saúde, 271 tomaram a vacina. “Nós gostaríamos que mais adolescentes fossem vacinados nesse momento”, declara Rosane.

Apesar de a campanha ter chegado ao fim, as vacinas ainda estão disponíveis nos postos de saúde dos municípios. De acordo com a enfermeira Rosane, o Ministério da Saúde apenas fez uma intensificação e atualização das cadernetas. “A vacina continua disponível para todas as pessoas dessa faixa etária e para os demais que quiserem procurar a Sala de Vacinas”, conclui.

 

Por Carolina Ignaczuk

Diário do Alto Vale

Outras Notícias

PUBLICIDADE