Procuradoria Regional Eleitoral aponta indícios de compra de votos pelo Deputado Milton Hobus nas eleições de 2018

Ação que apura fraudes na lista de espera do SUS e crimes eleitorais de compra de votos contou com o apoio do GAECO com mandados de busca de apreensão

Enviar no WhatsApp
Procuradoria Regional Eleitoral aponta indícios de compra de votos pelo Deputado Milton Hobus nas eleições de 2018

Divulgação

O Ministério Público Eleitoral divulgou uma nota sobre operação realizada nesta semana, na terça-feira, 30, em Rio do Sul (SC) e outros municípios, com a ação do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), que cumpriu mandados de busca e apreensão em orgãos públicos, entidades e clínicas. A ação apura fraudes na lista de espera do SUS e crimes eleitorais de compra de votos pelo deputado estadual Milton Hobus (PSD) na eleição de 2018.

Confira a íntegra da nota: 

Nota da Procuradoria Regional Eeleitoral (PRE/SC)

A Procuradoria Regional Eleitoral de Santa Catarina - PRE/SC informa que a operação que apura fraudes na lista de espera do SUS diz respeito a inquérito policial que originalmente investigava perante a Justiça estadual crimes comuns que estariam ocorrendo nos municípios de Rio do Sul e em outros adjacentes.

No curso das investigações surgiram indícios de que os fatos estariam relacionados com a prática de crimes eleitorais de compra de votos em prol da candidatura a deputado estadual de Milton Hobus na eleição geral de 2018, na qual foi reeleito, e que teriam sido praticados por organização criminosa liderada por esse deputado, razão pela qual referido inquérito foi remetido ao Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina - TRE/SC em decorrência da prerrogativa de foro deste parlamentar.

Nesta Procuradoria Regional Eleitoral o feito foi recebido com representação feita pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas - Gaeco de Blumenau.

Considerando a plausibilidade da referida representação, e no intuito de que os fatos fossem melhor esclarecidos, esta Procuradoria requereu ao TRE/SC a expedição de medidas cautelares, inclusive as buscas e apreensões que ocorreram na data de 30.6.2020 nos municípios de Rio do Sul, Aurora, Florianópolis e Curitiba/PR, o que foi deferido por decisão monocrática do Exmo. Juiz Jaime Pedro Bunn do TRE/SC, aguardando-se a finalização das investigações sobre o material apreendido para que sejam adotadas as medidas pertinentes. (Florianópolis, 1º de julho de 2020. ANDRE STEFANI BERTUOL Procurador Regional Eleitoral)

Deputado Milton se  diz supreso pela operação

O deputado estadual Milton Hobus, ainda não se manifestou em detalhes sobre a operação. Por meio de nota, na terça-feira, 30, se disse supreso com as diligencias no gabinete situado na Assembleia Legislativa.

NOTA OFICIAL

O deputado Milton Hobus foi surpreendido na manhã de hoje com uma operação do Gaeco em seu gabinete na Assembleia Legislativa.  Até o presente momento o parlamentar não foi informado sobre os motivos da investigação, apenas de que trata-se de uma questão eleitoral.
Assim que tiver acesso aos autos, prestará todas as informações para que os fatos sejam completamente esclarecidos. Na certeza de que as investigações mostrarão a verdade, o deputado reafirma seu respeito às instituições e a sua permanente disposição de colaborar com as autoridades. 

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo