Mais de 131 mil votos do Alto Vale são depositados à candidatos de outras regiões

Além disso, foram registrados mais de 60 mil votos brancos e nulos aos cargos de deputados federais e estaduais.

Mais de 131 mil votos do Alto Vale são depositados à candidatos de outras regiões

Imagem Ilustrativa (Reprodução Internet)

 

Apesar de toda a campanha feita por entidades e associações para a valorização do voto em candidatos do Alto Vale, a votação alcançada aqui, por políticos de outras regiões surpreendeu. Outro dado que chama a atenção é que somente com a quantidade de votos brancos e nulos, seria possível eleger um deputado estadual.

Dos mais de 210 mil votos válidos das eleições de 2018 do Alto Vale, somente 94.866 foram destinados à candidatos a deputado federal da região, sendo que 61.541 votos foram para candidatos de fora e 27.519 foram brancos e nulos.

Já para o cargo estadual, foram mais de 70 mil votos do Alto Vale depositados em candidatos de outras regiões e 33.306 brancos e nulos. Dos mais de 200 mil votos, somente 78.098 ficaram na região.

Com a quantidade de votos que o Alto Vale possui, seria possível eleger quatro deputados estaduais da região, e dependendo da legenda, cinco. Esses votos poderiam ter eleito ainda um deputado federal, porém, a maior quantidade depositada na urna, ajudou a eleger somente dois deputados estaduais e um federal.

Votos dos candidatos do Alto Vale

Os candidatos que disputavam a vaga federal que mais fizeram votos na região foram Rogério Mendonça (MDB), o Peninha, (reeleito) de Ituporanga, com 25.862 votos, Carlos Felipe (PSL), de Ituporanga, com 21.190, Jorge Goetten (PR), de Rio do Sul, com 10.041, e o que mais conseguiu votos foi Nilson Francisco Stainsack (PP), com mais de 34 mil.

Depois destes Ângelo Cattoni (PSB) veio no ranking com 5.178 votos, seguido de Giancarlo Capistrano (PCB), de Vidal Ramos e Mari Hass (Rede), de Ibirama.

O candidato a deputado estadual que mais fez votos no Alto Vale foi Milton Hobus (PSD), (reeleito) de Rio do Sul, com um total de 25.620. Na segunda colocação veio Jerry Comper (MDB),(eleito) de Ibirama, com quase 21 mil votos, seguido de Jean de Liz (PT) de Rio do Sul, com 8.337 votos e Francisco Goetten de Lima (PP), o Chico, com 6.998.

A seguir vieram os candidatos Leonardo Secchi (PSB), de Ibirama, Leonardo Pavanello (PT), de Presidente Getúlio, Maria Helena Zimmermann (PR), a Kika, de Rio do Sul, Jeferson Vieira (DEM), de Rio do Sul, Edson Padilha (PODE) de Petrolândia, Sandra Parma (PMN) de Rio do Sul e Gabriela Schaffer (Rede) de Atalanta.

Número de cadeiras na Câmara e Alesc

Quanto ao número de cadeiras na Câmara Federal, eram 16 vagas para deputado, onde, cada um poderia destinar cerca de R$ 15 milhões em emendas impositivas individuais e mais R$ 6 milhões correspondentes ao rateio das emendas de bancada.

Já na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), eram 40 vagas para deputado estadual a serem ocupadas, onde cada um poderia destinar cerca de R$ 5 milhões em emendas impositivas ao orçamento de 2018.

 

Votos que os candidatos do Alto Vale fizeram aqui na região

Dados pesquisados por Elisiane Maciel do Jornal Diário do Alto Vale

 

Por Elisiane Maciel

Diário do Alto Vale

Outras Notícias

PUBLICIDADE