Após quase 10 anos, por falta de provas, é arquivada investigação contra ex-deputado Jailson Lima

Enviar no WhatsApp
Após quase 10 anos, por falta de provas, é arquivada investigação contra ex-deputado Jailson Lima

Ex-deputado Jailson Lima da Silva (PT) - Foto: Solon Soares / Alesc

 

Ao longo de uma década, o Ministério Público de Santa Catarina não conseguiu sustentar as acusações contra um deputado estadual catarinense e decidiu arquivar o inquérito civil público instaurado em 2012.

Contra Jailson Lima (PT), hoje ex-deputado, pesavam as suspeitas de empregar funcionários fantasmas, cobrar “rachadinha” sobre o salário dos assessores, além de irregularidades na concessão de diárias e passagens com dinheiro público da Assembleia Legislativa.

Cabe lembrar que o então deputado estadual Jailson Lima foi o responsável pela instalação da chamada CPI da Casa Rosa, que investigou a compra do terreno e a construção da atual sede do Ministério Público de Santa Catarina, em Florianópolis.

As investigações sobre supostas irregularidades, sempre rebatidas pelo MP-SC, também foram arquivadas no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público).

 

Por Altair Magagnin / ND+

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo