Suspeitos de matar onças, mãe e filhote, em SC e postar fotos nas redes sociais são multados em R$ 743,5 mil

Animais são da espécie Puma Concolor que está ameaçada de extinção, segundo Ibama.

Enviar no WhatsApp
Suspeitos de matar onças, mãe e filhote, em SC e postar fotos nas redes sociais são multados em R$ 743,5 mil

Foto: Redes Sociais / Reprodução

 

Caçadores suspeitos de maltratar e matar duas onças, mãe e filhote, em uma área de floresta de Mata Atlântica em Santa Catarina foram multados nessa sexta-feira (17) em R$ 743,5 mil pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Após o crime, os caçadores divulgaram imagens dos animais nas redes sociais.

Conforme o Instituto, as vítimas eram duas onças suçuaranas, também chamadas de Puma Concolor, espécie que está ameaçada de extinção. Elas foram mortas de forma cruel, agredidas com pauladas e atacadas por cães de caça dos criminosos. Depois, foram mortas com armas de fogo, uma delas foi até decapitada.

Os criminosos fizeram imagens da mãe e do filhote e divulgaram nas redes sociais. Os autores dos crimes foram identificados pela Delegacia de Polícia de Trombudo Central, no Vale do Itajaí. Os policiais comprovaram a prática de maus-tratos, assassinato de animais silvestres ameaçados de extinção e a exploração da imagem de animais em situação de maus-tratos.

Um dos caçadores também foi autuado por uso indevido de registro de controle e manejo de javali para caçar animais silvestres.

O Ibama não informou quantos caçadores estavam envolvidos nesses crimes e o G1 não conseguiu contato com a Polícia Civil de Trombudo Central.

 

*com informações G1SC

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo