Polícia recupera crucifixos e lápides furtados de cemitérios no Alto Vale do Itajaí

Casal identificado como autor dos delitos alegou que material seria usado em ritual de magia negra. Polícia suspeita da versão.

Enviar no WhatsApp
Polícia recupera crucifixos e lápides furtados de cemitérios no Alto Vale do Itajaí

A mais antiga das lápides recuperadas tem como data de 1927 (Foto: Divulgação/PC)

 

Aproximadamente 30 peças furtadas em cemitérios de três municípios no Alto Vale do Itajaí foram recuperadas na última sexta-feira (14), pela Polícia Civil. O material foi encontrado após dois meses de investigação. As lápides de bronze e os crucifixos foram retirados de túmulos nas cidades de Agronômica, Ituporanga e Petrolândia e começaram as ser devolvidos aos familiares responsáveis pelos jazigos danificados com a ação nesta segunda-feira (17).

Segundo informações divulgadas pela Polícia Civil foram identificadas três pessoas pela autoria dos delitos: um casal e uma adolescente de 16 anos. Em depoimento os dois maiores revelaram que as lápides e os crucifixos seriam usados em “rituais de magia negra”.

Os policiais, entretanto, desconfiam da versão contada, porque em muitos casos as peças são vendidas para receptadores. Segundo a polícia, com outra versão dos fatos, os suspeitos conseguiriam preservar a identidade de quem adquire o material furtado.

As lápides e os crucifixos de bronze têm alto valor comercial. A mais antiga das lápides recuperadas tem como data de 1927. Muitos familiares foram localizados por meio do SISP Sistema Integrado de Segurança Pública.

 

Por Redação DC

NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo