Polícia Civil vai investigar morte de menino de 9 anos em Rio do Campo

O menino teve a mão puxada pela correia de uma máquina em uma serraria

Enviar no WhatsApp
Polícia Civil vai investigar morte de menino de 9 anos em Rio do Campo

Hudson Adriano Hellmann completou 9 anos no dia 19 de novembro - Foto: Reprodução/Redes Sociais


A Polícia Civil de Taió, responsável também pelo município de Rio do Campo, vai abrir um inquérito policial para apurar a morte do menino Hudson Adriano Hellmann, de 9 anos. Ele morreu neste sábado (26), após ficar com a mão presa e ser puxado pela correia de uma máquina em uma serraria.

O delegado Diones de Freitas informou à reportagem do Portal ND+ que o inquérito será instaurado para apurar as circunstâncias do ocorrido. “Eu vou despachar este boletim de ocorrência na terça-feira (29), e já vou determinar a instauração do inquérito para apurar as circunstâncias e verificar, em última análise, se houve negligência por parte de alguém, sobretudo algum responsável legal no tocante a essa criança, de ter, de alguma forma, manuseado esse maquinário e ter vindo a óbito”, disse.

Porém, o delegado explicou que mesmo que o inquérito aponte que houve responsabilidade dos pais na morte da criança, eles não devem responder criminalmente. “Certamente eles serão absolvidos por conta do perdão judicial pela questão do sofrimento que eles já estão passando pela morte do filho. Na prática não haverá responsabilização criminal, mas o inquérito serve também para entendermos o que aconteceu”, afirma.


O acidente 

O menino de 9 anos morreu por volta de 10h20 deste sábado (26) após ter a mão puxada pela correia de uma máquina em uma serraria, no município de Rio do Campo.

De acordo com a Polícia Militar, Hudson estava brincando perto da máquina quando o acidente aconteceu. O menino teve ferimentos graves e morreu ainda no local.

 

Por nd+

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo