Operação apreende mais de 24 toneladas de maconha escondida em carga de soja na BR-282

Ação conjunta entre PRF, PF e PM ocorreu em Rancho Queimado nesta quarta (30).

Enviar no WhatsApp
Operação apreende mais de 24 toneladas de maconha escondida em carga de soja na BR-282

Foto: Divulgação / Reprodução

Mais de 24 mil quilos de maconha. Este é o saldo de uma das maiores apreensões da droga já registradas em Santa Catarina, fruto de ação conjunta entre Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF) e Polícia Militar (PMSC). 

A maconha estava em um bitrem Scania placas de Abelardo Luz (SC,) abordado na tarde desta quarta-feira (30), na BR-282 em Rancho Queimado. Os fardos foram ocultos em meio à carga de soja a granel, com nota fiscal destinada a São Francisco do Sul. O veículo foi trazido na manhã desta quinta-feira (01) para Florianópolis, onde a maconha foi separada da carga de soja, em um trabalho que durou quase cinco horas. Os fardos estavam marcados com figuras diferentes, o que demostra pertencerem a grupos criminosos distintos ou a locais de entrega pré-definidos. A droga segue nesse momento para a balança de uma empresa da grande Florianópolis, onde terá o peso exato determinado. Em seguida, será levada à superintendência da PF.

Por meio de troca de informações entre as três forças de segurança, foi possível identificar e localizar o veículo suspeito, que vinha de Ponta Porã (MS), e fazer a abordagem na rodovia federal. O motorista, um catarinense de 32 anos, disse que levaria a carga até Palhoça (SC), onde se encontraria com outra pessoa que faria a distribuição. O homem foi conduzido até a sede da Polícia Federal em Florianópolis, para lavratura do auto de prisão em flagrante. O investigado responderá pelo crime de tráfico de drogas (art. 33 da Lei n. 11.343/06), cuja pena vai de 5 a 15 anos de reclusão. O inquérito policial instaurado a partir da prisão em flagrante do condutor vai apurar a participação de outras pessoas no crime. 

A Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar de Santa Catarina, ressaltam a importância da integração e cooperação entre as forças policiais no combate ao tráfico de drogas. Cada órgão atuou com o que tem de melhor, resultando neste prejuízo financeiro estimado em R$ 20 milhões ao crime organizado.

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo