Mulheres achadas mortas na mata em Rio do Sul podem ter se envolvido com tráfico de drogas, diz delegado

Enviar no WhatsApp
Mulheres achadas mortas na mata em Rio do Sul podem ter se envolvido com tráfico de drogas, diz delegado

Foto: Divulgação/Polícia Civil de Rio do Sul

 

A Polícia Civil segue atuando nas investigações sobre o caso das duas mulheres encontradas em uma mata na cidade de Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí. O caso aconteceu no final do mês de outubro. Os corpos das mulheres estavam em avançado estado de decomposição.

Conforme o delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Thiago Cardoso, uma das linhas de investigação trabalha com a hipótese das vítimas terem sido mortas por conta de dívida com tráfico de drogas. Em entrevista à reportagem do ND+ nesta terça-feira (9), o delegado contou como estão as investigações.

“Por ainda estarmos no início (das investigações), nenhuma linha de investigação é descartada neste momento. Essa (tese sobre o tráfico de drogas) é uma linha que ganha força também pelo fato delas serem usuárias e também pelas condições que foi cometido o crime, desovando os corpos em uma mata”, explica.

Entenda o caso

Jocimara Limas da Silva, de 33 anos, e Ivone Firme, de 39 anos, eram companheiras e foram achadas no dia 30 de outubro, na Estrada Geral Serra Canoas, em Rio do Sul. Apesar do avançado estado de decomposição dos corpos a perícia conseguiu identificar marcas de tiros feitos por arma de fogo em um dos corpos.

Os corpos foram encontrados em uma ribanceira. Por conta do difícil acesso os bombeiros foram acionados para resgatar os cadáveres que estavam cerca de três metros abaixo do nível da estrada.

 

Por Diorgnes Lima

ND+

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo