Mulher morre após ser esfaqueada pelo ex dentro de casa em Rio do Sul

Enviar no WhatsApp
Mulher morre após ser esfaqueada pelo ex dentro de casa em Rio do Sul

Foto: Arquivo Pessoal/Internet

 

Lisa Pereira, natural de São Luís, no Maranhão, morava há quatro anos em Rio do Sul. Ela é mais uma vítima de feminicídio no país, após ter sido esfaqueada pelo ex-companheiro, segundo testemunhas. Conforme as investigações, outra mulher que estava com Lisa no dia do crime, no último domingo (24), também ficou ferida. O suspeito segue foragido.

Segundo o delegado responsável, Luiz Ricardo Erckmann, o crime ocorreu na Travessa Corupá, no bairro Canoas, em Rio do Sul, onde morava a vítima. A mulher, de 32 anos, estava com a irmã e outras duas amigas.

O principal suspeito, com quem ela havia rompido o relacionamento recentemente, invadiu a casa munido com uma faca e passou a desferir golpes contra a ex-companheira e a amiga, de 23 anos. Os fatos ocorreram no último domingo (24), por volta das 20 horas.

A maranhense, que se mudou para começar uma vida nova em Rio do Sul há quatro anos, morreu após ser esfaqueada no peito e braços. A amiga dela, atingida nas costas, conseguiu sobreviver. Conforme as testemunhas, o feminicídio foi rápido. A faca foi encontrada e o homem segue foragido.

“A motivação do crime não foi esclarecida pelas testemunhas. Ao que tudo indica, teve relação com o término do relacionamento entre o casal”, deduz o delegado.

As vítimas e as outras pessoas que estavam na casa são naturais do nordeste do país, segundo o delegado.

Revolta e comoção

Em uma rede social, a irmã de Lisa pede por justiça. “Até quando vamos passar por esse tipo de situação? Ele não aceitou o fim do relacionamento e matou minha irmã. Hoje choramos a morte dela que, infelizmente, entrou para as estatísticas de mulheres assassinadas por terminar um relacionamento tóxico”, escreveu, indignada.

Ainda segundo o texto, Lisa não teve tempo de se despedir do filho e dos pais. “Ela tinha um filho e cumpria papel de mãe e pai. Não pôde despedir-se dele. Nem mesmo os pais da minha irmã puderam ver ela direito pela última vez”, lamentou.

O texto, que causou comoção entre os internautas, terminou com um conselho. “Mulheres não aceitem relacionamentos tóxicos. Te amaremos para todo sempre, mana. Luto por Lisa Pereira”, finalizou, lançado outra frase que pediu por justiça.

 

Por Kelley Alves, Rio do Sul

ND+

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo