Idoso é condenado a 24 anos de prisão por estuprar os próprios netos em Salete

Ele chegou a amarrar um dos netos numa cadeira enquanto praticava o ato sexual com o outro neto.

Enviar no WhatsApp
Idoso é condenado a 24 anos de prisão por estuprar os próprios netos em Salete

Imagem: Reprodução

 

A Justiça de Santa Catarina condenou em segunda instância um idoso, morador da cidade de Salete, pelo crime de estupro contra seus dois netos, sendo eles uma menina e um menino menores de idade. Ele se aproveitava da condição de avô e, valendo-se da autoridade que exercia sobre as crianças, para a prática dos crimes, que ocorriam dentro da sua própria casa. Ele inclusive amarrava um dos netos numa cadeira enquanto praticava o ato sexual com o outro neto.

O idoso já havia sido condenado em primeira instância, em Taió, e agora teve a sentença condenatória confirmada em segunda instância, com 24 anos de prisão, em regime fechado.

Os pais das vítimas, quando o processo iniciou, contrataram o advogado Dr. André Luiz Nardelli Betti como assistente de acusação dos seus filhos. Procurado pela reportagem, Dr. André Betti disse que:

"Esses crimes contra a liberdade sexual são geralmente silenciosos e dificilmente deixam vestígios. É um tipo de processo judicial complexo e que demanda muito trabalho. A atuação do Ministério Público é uma peça fundamental e indispensável em processos dessa natureza. A função do assistente de acusação é dar o suporte necessário para as vítimas para que as provas sejam produzidas de maneira suficientes para que o Juiz possa condenar o acusado. E nestes casos em que o autor do crime mantém laços de afinidade e parentesco com as vítimas, o processo é ainda mais delicado, exigindo trabalho minucioso e conjunto de todos as partes envolvidas no processo e na defesa das vítimas".

O condenado ainda poderá usar alguns recursos disponíveis na Lei.

A idade dos envolvidos não foi revelada.

 

Por Rádio Educadora 90,3 FM

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo