Homem que era “falsa freira” que fazia cirurgias no alto vale é desmascarado e preso

Enviar no WhatsApp

 

A Polícia Civil deflagrou nesta semana uma operação contra uma associação criminosa que realizava procedimentos clínicos e cirúrgicos, sem a devida formação técnica, por meio da personagem “Madre Catarina”, em municípios do Médio e Alto Vale do Itajaí. A “freira”, que depois foi identificada como um homem disfarçado, realizava os procedimentos em transmissões ao vivo na internet. Em um dos vídeos, a “madre” retira um cálculo renal de um cliente.

Cada atendimento da “madre” custava R$ 100, sendo que a “cirurgia” era R$ 300. Ela realizou atendimentos nos municípios de Timbó, Blumenau e Ibirama. Nesses atendimentos, além de pequenas cirurgias, os suspeitos se utilizaram de elementos religiosos para prometer cura de doenças.

Durante a ação da Polícia Civil foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, sendo recolhidos objetos utilizados nos atendimentos realizados pela “madre” , bem como R$ 2.850 em espécie. Além disso o Poder Judiciário determinou a indisponibilidade de 4 veículos, sendo três deles de Marca BMW, cujo valor total gira em torno de 467 mil reais. Esse patrimônio teria sido angariado com a prática dos atendimentos ilícitos.

Se envolveram nas investigações as Delegacias de Polícia de Timbó, Indaial, 2DP de Blumenau, bem como o Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Blumenau.

A reportagem tenta localizar a defesa para contraponto. O espaço está aberto.

 

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo