Caminhoneiro inventa saque de carga para furtar milhares de garrafas de cerveja no Alto Vale

Motorista de transportadora do Alto Vale foi preso nesta quarta-feira (14); dono da empresa está foragido.

Enviar no WhatsApp
Caminhoneiro inventa saque de carga para furtar milhares de garrafas de cerveja no Alto Vale

Caminhoneiro foi abordado às margens da BR-470, em Rio do Sul (Foto: Polícia Civil, Divulgação)

 

O caminhoneiro de uma transportadora de Pouso Redondo, no Alto Vale do Itajaí, forjou um acidente e o saque da carga de cervejas do caminhão “tombado” para furtar a mercadoria. Essa foi a conclusão a que a Polícia Civil chegou depois de apurar as circunstâncias do suposto tombamento na BR-470, em Ponte Alta. O motorista foi preso em Rio do Sul nesta quarta-feira (14).

O caso aconteceu no final do mês passado. Segundo o delegado Osnei Valdir de Oliveira, da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas, o proprietário da transportadora fez um boletim de ocorrência pela internet para avisar sobre o furto de 33 toneladas de garrafas de cerveja long neck.

De acordo com o relato, o veículo tombou na BR-470 no dia 26 de junho e, enquanto o caminhoneiro se deslocava para acionar o guincho, populares teriam esvaziado o caminhão. Com auxílio da perícia e de imagens de câmeras de segurança, Oliveira e equipe descobriram a farsa.

A carga foi furtada, sim, mas pelos responsáveis pelo deslocamento dela, que montaram um cenário de saque às margens da rodovia. Não houve tombamento algum.

— Como é que transeuntes levariam até os paletes de madeira de dentro do caminhão, que nem cabem no carro? A carga foi subtraída no dia anterior (25), em Otacílio Costa. O caminhão estava intacto — afirma o delegado.

Durante as investigações, Oliveira encontrou indícios da participação do dono da transportadora. Ele e o funcionário provavelmente tiveram o apoio de outros comparsas, que ainda não foram identificados. O empresário vive em Pouso Redondo e é considerado foragido. O caminhoneiro foi abordado em Rio do Sul porque estava a caminho do Piauí para outra entrega.

Ainda não se sabe onde a carga foi parar. A suspeita é que os dois façam parte de uma organização criminosa que furta as mercadorias para venda no mercado ilegal, mas novas diligências são necessárias para confirmar a hipótese. O caminhoneiro foi preso temporariamente enquanto o inquérito não é concluído. A dupla deve responder por furto qualificado, falsa comunicação de crime, associação criminosa e falsidade ideológica.

Os policiais também cumpriram mandados de busca e apreensão na casa do condutor, em Braço do Trombudo, e na residência e transportadora do empresário, em Pouso Redondo. O caminhão e o semirreboque utilizados no furto foram apreendidos para perícia.

O proprietário está sendo procurado enquanto as investigações continuam.

 

Por Bianca Bertoli

Santa / NSC Total

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo