Vereador reclama da quantidade de cães soltos em frente a Centro de Educação Infantil em Ituporanga

A indicação de autoria do vereador Diogo Gastaldi (MDB) pede que seja feita uma parceria com a Associação as Patas.

Enviar no WhatsApp
Vereador reclama da quantidade de cães soltos em frente a Centro de Educação Infantil em Ituporanga

Imagem Ilustrativa (Reprodução Internet)

 

O Centro de Educação Infantil Pequeno Príncipe na Avenida Rui Barbosa em Ituporanga vem enfrentando um grave problema com cães soltos em frente a sua unidade. Os cachorros acabam abrindo os sacos de lixo e diariamente precisa ser feita a limpeza do local. Pais de crianças que frequentam o centro educacional procuraram o vereador Diogo Gastaldi (MDB), autor da indicação, reclamando da situação e demonstrando preocupação não só com perigo de doenças com o lixo espalhado, mas também causada pelos cachorros que aparentam ser de rua. “Eu não quis acreditar assim que ouvi, mas fui in loco e pude ver que a situação realmente é grave. Nunca vi tanto cachorro solto junto, um perigo para os professores e também para as crianças”, desabafou.

O vereador indicou que fosse feita uma parceria com a Associação as Patas de Ituporanga para que esses cães fossem recolhidos ou castrados. “Do jeito que está não pode continuar, um perigo até para a população do bairro. Precisa ser feito algo, uma parceria com a ONG ou então o executivo mesmo achar outra alternativa”, comentou.

Durante o uso da palavra livre Gastaldi ainda cobrou parecer da administração a respeito do projeto de chipagem dos animais de autoria do vereador Marcelo Machado (PP), que até agora não foi colocado em prática. “Já faz mais de um ano que isso foi abordado aqui. Falamos do problema enfrentado também pelos carteiros, ruas que estão sem recebimento de correspondência, tudo por conta dos cachorros soltos. Mas parece que não somos ouvidos e o problema só aumenta”, disse.

O vereador Marcelo Machado (PP) aproveitou a oportunidade e desabafou sobre o descaso com o projeto apresentado por ele. “Estamos cobrando do executivo a execução desse projeto. Isso precisa ser feito com urgência, não se pode mais esperar. Cada dia que passa mais cachorros aparecem nas ruas. E não é só o problema do aumento do número de cães, mas as doenças transmitidas por eles. O descaso com esse projeto é grande, e, se não for feito até o ano que vem, não se faz mais. Fica até como dica para candidatos futuros, coloquem isso no seu plano de governo, é importante”, afirmou.

A castração dos cães também foi levantada pelo vereador Diogo, segundo ele municípios menores como Imbuia e Petrolândia fazem campanha de três em três meses ou de seis em seis e Ituporanga não consegue. “Fico abismado com isso, municípios menores, com menos arrecadação se preocupam com isso, mas aqui não, parece que não se tem problema com a população de cães aumentando. Na administração passada fazíamos de seis em seis meses a campanha e vinha trazendo resultados, mas depois abandonaram e o problema só aumenta, lamentável. Devemos destacar aqui que isso é um caso de saúde pública se mal cuidado pode sim trazer sérios riscos para a população”, finalizou.

 

 

Por Erlon Carlos / Assessoria de Comunicação

Câmara de Vereadores de Ituporanga

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo