TRE-SC apresentará dois projetos-piloto nas eleições deste ano

TRE-SC apresentará dois projetos-piloto nas eleições deste ano

Imagem Ilustrativa

Para as eleições de outubro o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Cataria (TRE-SC) apresentará duas inovações: a identificação mista de eleitores e uma nova tecnologia para a transmissão de dados dos boletins de urna eletrônica.

A primeira delas, a identificação mista, permitirá aos eleitores de Florianópolis participar de um projeto-piloto que possibilitará sua identificação por meio de dados biométricos ou da maneira tradicional - através de documento de identificação com foto. O programa foi aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e será realizado concomitantemente na cidade de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul.

Com a ação, os eleitores que cadastraram seus dados biométricos junto à Justiça Eleitoral até 7 de maio de 2014 poderão identificar-se utilizando a digital. Ao todo, aproximadamente 34 mil votantes do município estão aptos a usar o novo sistema no primeiro e no segundo turno das Eleições. A medida procura racionalizar o uso dos dados biométricos, em vez de deixá-los “inativos” no cadastro eleitoral até a implantação obrigatória da identificação biométrica em todo o país.

Mesmo com a mudança, os eleitores continuam obrigados a levar um documento de identidade com foto no dia da votação - como o programa funcionará em caráter experimental, o sistema ainda estará sujeito a melhorias e aperfeiçoamentos. São válidos como documentos que comprovem a identidade do eleitor, por exemplo: a carteira de identidade; passaporte; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação e certificado de reservista.

Com o projeto-piloto, a intenção da Justiça Eleitoral é estimular os cidadãos a fazer o cadastramento biométrico de forma voluntária e reduzir o custo da implantação do projeto. Como objetivos secundários estão a avaliação do funcionamento do sistema que será utilizado, em especial na identificação do eleitor, e a viabilização da identificação mista em qualquer município.

JE Connect

Outro projeto-piloto a ser implementado será a transmissão de dados de todos os boletins de urna diretamente dos 40 locais de votação do município de São José, via de uma conexão até a sede do TRE-SC em Florianópolis, onde são contabilizados os votos. Segundo o coordenador de Suporte e Infraestrutura Teclológica do TRE-SC, Eron Domingues, serão utilizados equipamentos e infraestrutura dos próprios locais de votação. “O sistema a partir do qual os Boletins de Urna serão transmitidos chama-se JE Connect, que utiliza dois dispositivos do tipo pendrive, que contém o sistema operacional e os mecanismos de segurança, além do aplicativo transportador de dados e um equipamento para gerenciar as conexões na sede do TRE-SC”, explica.

Ao final do processo, concluiu Domingues, a Justiça Eleitoral catarinense espera avaliar as questões relacionadas a novos procedimentos logísticos, que possam trazer ainda maior celeridade às apurações, sem abrir mão da segurança, bem como aferir os custos de uma eventual implantação do sistema em larga escala.

Assessoria de Imprensa do TRE-SC

Outras Notícias

PUBLICIDADE