TJ confirma condenação de 11 anos de prisão para padre acusado por abusos sexuais

Enviar no WhatsApp
TJ confirma condenação de 11 anos de prisão para padre acusado por abusos sexuais

Foto: Ângelo Medeiros/Assessoria de Imprensa TJSC

 

A 2ª Câmara Criminal do TJ, em sessão na tarde desta terça-feira (3/10), confirmou condenação de 11 anos e oito meses de reclusão imposta a um padre por abuso sexual de adolescente, em crime ocorrido de 2005 a 2009, em cidade do Alto Vale do Itajaí. O Ministério Público sustentou em denúncia que o religioso aproveitou-se de sua condição de amizade com a família da vítima para dar início aos atos libidinosos.

Na época, o jovem contava apenas 13 anos e fazia a catequese na paróquia dirigida pelo réu. Ao finais de semana, o padre levava o garoto para sua residência e lá perpetrava os crimes. Posteriormente, o rapaz foi trabalhar na Casa Paroquial, onde também foi vítima da lascívia do religioso.

Em depoimento, o garoto disse que era de origem muito humilde e que o padre auxiliava sua família com cestas básicas e dinheiro. Embora tenha negado qualquer relacionamento com o menor, muito menos abuso, o padre foi apontado por outras testemunhas ouvidas ao longo do processo como responsável por atitudes marcadamente assediantes e via de regra contra jovens catequistas.

Segundo o desembargador Getúlio Corrêa, relator da matéria, o réu foi condenado pelo crime de estupro de vulnerável, diversas vezes, em continuidade delitiva. O cumprimento da reprimenda, em regime fechado, terá início após esgotada a jurisdição da 2ª instância, conforme recente determinação do Supremo Tribunal Federal. O processo corre em segredo de justiça.

 

Responsável: Ângelo Medeiros – Reg. Prof.: SC00445(JP)

Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo