Tempo de espera por perícia diminuiu em Rio do Sul

Gerente do INSS diz que as 60 vagas diárias não estão sendo preenchidas e que prazo a partir do agendamento é de quatro dias.

Enviar no WhatsApp
Tempo de espera por perícia diminuiu em Rio do Sul

Foto: Arquivo / Luana Abreu

As agências do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) ficaram por cerca de seis meses fechadas, priorizando atendimentos não presenciais como medida preventiva durante a pandemia e com isso algumas pessoas chegaram a reclamar da dificuldade em acessar alguns serviços. No entanto, mais de um mês já se passou desde que as perícias foram retomadas em setembro e segundo gerente da agência de Rio do Sul, Henrique Imme, apesar das muitas vagas disponibilizadas diariamente, algumas agendas não foram preenchidas.

Henrique revela que depois da reabertura da agência de Rio do Sul que atende pessoas de outras cidades da região, as vagas disponibilizadas, muitas vezes não foram preenchidas. “Disponibilizamos inicialmente 60 perícias por dia e houve diversos dias em que a agenda não foi preenchida”, revela.

O gerente da agência de Rio do Sul também comenta que o tempo de espera entre o agendamento e a perícia antes da pandemia variava entre 15 e 20 dias e que atualmente é de menos de uma semana. “Agora, o tempo médio que uma pessoa aguarda pela perícia a partir do dia do agendamento é de dois a quatro dias”, conta.

A agricultora Neuza Diel estava aguardando desde o início da pandemia por uma perícia, já que precisou se afastar do trabalho em razão de uma doença que a impossibilitou de seguir com suas atividades. Após um mês do retorno, ela finalmente conseguiu agendar e a perícia foi realizada. “Eu nem estava esperando que fosse acontecer agora, mas graças a Deus deu certo e só preciso esperar por alguns ajustes para receber meu benefício”, explica.

Questionado sobre reclamações comuns sobre demora para recebimento de benefícios, ele relata que em alguns lugares o tempo de espera é ainda maior e que muitas vezes a demora para deferimento tem relação com a falta de cumprimento de exigência, que consiste na entrega de documentos para análise do INSS. “Tem alguns casos que as perícias estão demorando de 20 a 30 dias, mas não é a nossa situação atual. Outra situação de demora que pode acontecer é em virtude de que muitos segurados não verificam a situação do seu benefício posteriormente a realização da perícia médica, e nós solicitamos para que abram tarefas de perícias para atualizar os dados cadastrais e as informações para posteriormente despachar esse processo. Acontece várias vezes de que há exigências no sistema e o segurado não cumpre e por isso demora muito mais, nós temos que aguardar no mínimo 30 dias para verificar o cumprimento da exigência e não tendo esse cumprimento a gente vai fazer o indeferimento”, alerta.

O cumprimento da exigência pode ser feito pelo celular através do aplicativo Meu INSS ou pode ser agendada a entrega presencial dos documentos. Para entrar em contato com a agência basta ligar para o 135.

Meu INSS

Através do aplicativo no celular ou acessando pelo site meu.inss.gov.br é possível acessar diversos serviços de forma rápida e sem sair de casa. Alguns dos serviços são:  Agendamentos, solicitações, emissão de guias de pagamento, comunicação de acidente de trabalho, acesso ao calendário de pagamento e verificação de autenticidade de documentos.

 

Por Rafaela Correa

Diário do Alto Vale

Outras Notícias

PUBLICIDADE

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Confira nossa Política de privacidade e nosso Termo de uso.

Concordo